Artigos Quinta-Feira, 03 de Janeiro de 2019, 10h:40 | - A | + A

ONOFRE RIBEIRO

2019: data-limite

ONOFRE RIBEIRO

 

A partir da ampliação da internet, no final da década de 1990, conhecimentos anteriores mantidos sob forte reserva nas religiões, na academia e em grupos espiritualistas ou ritualísticos, começaram a vir a público. Numa velocidade impressionante. Aqui cabe o material relativo ao título deste artigo. O tema é muito vasto. Mas tomo a liberdade de me ater a apenas um. Ao vídeo do escritor espírita Chico Xavier (1910-2002). Nele Chico Xavier faz uma relação entre a chegada do homem à Lua em 20 de julho de 1969.

 

Antes, um pouco de História.

 

A corrida espacial pra se chegar à Lua começou muito antes em consequência da Guerra Fria. Uma corrida entre os EUA e a União Soviética pela expansão de suas ideologias e de espaços políticos no planeta. Havia no ar permanente risco de uma terceira guerra. As primeiras foram entre 1914 e 1918 e 1939 e 1945. A terceira seria nuclear, com certeza! E, também, com certeza destruiria o planeta. Pior. Prejudicaria o sincronismo planetário da Constelação Via Láctea, da qual o planeta faz parte.

 

É muito controvertida a pisada do homem na Lua. A NASA norteamericana que patrocinava o evento, escondeu muitas coisas. Entre elas maquiou fotos onde apareciam objetos estranhos no solo lunar. E proibiu os astronautas de maiores comentários sobre tudo o que viram e sentiram.

 

Pois bem. Voltamos ao tema principal, a data-limite. Chico Xavier conta em vídeo disponível no youtube e textos no google, de um encontro extra-terreno no planeta, entre seres diversos e lideranças políticas a respeito dos efeitos de uma terceira guerra mundial. Ali se estabeleceu um pacto que duraria 50 anos. Ou seja, até 20 de julho de 2019, período em que o planeta entraria em uma quarentena de comportamento. Sob riscos de intervenções vindas da ordem central que governa os planetas. Aqui se pode considerá-la religiosa ou não. O leitor deve estar me achando louco. Não. Não traria um assunto destes e numa hora destas sem convicções bem embasadas.

 

O ano de 2019 se inicia sob essa expectativa. Mas também de cenários mais duros no planeta e nas nações. No caso brasileiro, trata-se da reconstituição de linha de pensamento político mais moderado e direcionado a um futuro sem ideologia socialista.

 

Paralelo ao governo que se iniciou há dois dias, corre o destino do planeta. Até julho ocorrerão mudanças climáticas, políticas, econômicas e financeiras relevantes em todo o mundo. Claro, atingindo o Brasil. Movimentos espiritualistas de grande respeitabilidade dão crédito ao fim de um grande ciclo civilizatório humano e ao nascimento de um novo ciclo virtuoso. Algumas religiões, entre elas o espiritismo, falam em passagem da era de expiação para a era de regeneração. Mas é um longo processo que apenas começaria neste ano, dizem os estudiosos e outro profetas e místicos. Tema pra reflexão! Se houver interesse dos leitores posso voltar ao tema.

 

ONOFRE RIBEIRO é jornalista em Mato Grosso.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet