Coluna do Antero Segunda-Feira, 18 de Setembro de 2017, 16h:58 | - A | + A

ANJO DA GUARDA DE TAQUES

Antonio Joaquim diz que Janot cometeu crime de prevaricação ao não afastar Pedro Taques nem pedir busca e apreensão em seus endereços

Antero Paes de Barros

 

O presidente afastado do Tribunal de Contas, Antônio Joaquim acusou o ex-procurador geral da República, Rodrigo Janot, de seletivo, parcial e que cometeu o crime de prevaricação ao não pedir busca e apreensão na casa do governador Pedro Taques, ou mesmo no Palácio Paiaguás, onde despacha.

 

A entrevista de Antônio Joaquim foi concedida ao repórter Paulo Coelho da Capital FM, na 101.9.

 

Antônio Joaquim, que se diz vítima de uma violência jurídica, pede que a PGR dê o mesmo tratamento ao atual governador e que seja aberta uma investigação contra Pedro Taques. "No que diz respeito à questão de Mato Grosso, o Janot foi criminosamente parcial, seletivo, não tomou as atitudes que tomou em relação aos conselheiros ao seu amigo e colega ex-procurador da República, o governador Pedro Taques por que?".

 

 

Antônio Joaquim disse que vai consultar seu advogado para saber se processa ou não o ex-procurador geral por prevaricação.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet