Esportes Domingo, 30 de Setembro de 2018, 18h:27 | - A | + A

BRASILEIRÃO

Com gol de pênalti inexistente, Inter vira sobre Vitória e assume vice-liderança

Os jogadores baianos cercaram o árbitro após o fim do jogo e a Polícia Militar precisou entrar em ação para controlar os ânimos

ESTADÃO CONTEÚDO

 

Com uma arbitragem bastante polêmica de Sávio Pereira Sampaio, o Internacional bateu o Vitória por 2 a 1, de virada, no estádio Beira-Rio, pela 27.ª rodada do Campeonato Brasileiro, e assumiu a vice-liderança do Campeonato Brasileiro. O gol da virada foi marcado num pênalti inexistente. Os jogadores baianos cercaram o árbitro após o fim do jogo e a Polícia Militar precisou entrar em ação para controlar os ânimos.

Beneficiado pelo empate do São Paulo com o Botafogo, por 2 a 2, no Rio de Janeiro, o Internacional assumiu vice-liderança com os mesmos 53 pontos do líder Palmeiras, mas atrás no saldo de gols (23 a 18). Por outro lado, o Vitória acumulou a terceira derrota seguida e, com 29 pontos, está na 15.ª colocação, mas pode terminar a rodada dentro da zona de rebaixamento.

Nem mesmo o torcedor mais otimista do Vitória esperava um início de jogo tão bom. Logo aos dois minutos, Emerson Santos se atrapalhou todo e, na saída de Marcelo Lomba, cabeceou contra o próprio gol. O Internacional não conseguia se impor e só foi criar uma boa chance ofensiva aos 13 minutos.

D'Alessandro surpreendeu ao cobrar falta direta e a bola explodiu na trave. O time colorado só foi voltar a assustar aos 31. Iago cruzou rasteiro e Leandro Damião desviou de carrinho por cima do gol. Bem postado, o Vitória conseguia segurar a pressão sem sofrer.

Nos minutos finais do primeiro tempo, o time baiano começou a administrar a posse da bola e os jogadores colorados davam os primeiros sinais de nervosismo. No último lance de perigo, Nico López invadiu a área, cortou dois marcadores e bateu por cima do gol.

O Internacional voltou do intervalo sem mudanças, mas partindo com tudo para cima do Vitória. Logo aos quatro minutos, Nico López recebeu dentro da área, girou em cima da marcação e cruzou Victor Cuesta por muito pouco não conseguiu fazer o desvio de cabeça.

Aos 17, Nico López bateu na saída de Ronaldo, mas Ramon salvou quase em cima da linha. No minuto seguinte não teve jeito. Victor Cuesta roubou a bola no campo defensivo e entregou para Edenilson cruzar. Leandro Damião subiu mais que todo mundo e deixou tudo igual de cabeça.

A partida ganhou em emoção e o Inter partiu em busca da virada. Nico López recebeu livre de marcação, mas tentou por cobertura e mandou nas mãos de Ronaldo. Aos 33 minutos, Edenilson ajeitou e Camilo marcou, mas o gol foi anulado porque o meia estava impedido.

Um pênalti mal marcado pelo árbitro colocou o Internacional na frente do placar. Camilo cobrou falta e a bola acertou o braço de Lucas Fernandes, que estava fora da área. D'Alessandro cobrou bem e só deslocou Ronaldo. Na sequência, os jogadores do Vitória reclamaram de um pênalti não assinalado.

O árbitro deu seis minutos de acréscimos por conta de toda a confusão no pênalti a favor do Internacional. Os jogadores colorados apenas administraram a posse da bola e o clima ainda esquentou nos acréscimos entre D'Alessandro e Lucas Fernandes. Ao término do jogo, muita pressão baiana em cima da arbitragem. Na confusão, Neílton, que estava no banco, acabou expulso.

O Internacional volta a campo na sexta-feira, contra o Sport, às 19 horas, na Ilha do Retiro, em Recife (PE). No mesmo dia, mas às 21h30, o Vitória recebe o Santos, no Barradão, em Salvador (BA). Os jogos são válidos pela 28.ª rodada.

FICHA TÉCNICA

INTERNACIONAL 2 X 1 VITÓRIA

INTERNACIONAL - Marcelo Lomba; Fabiano, Emerson Santos, Victor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado, Edenilson e D'Alessandro; Nico López (Jonatan Alvez), Leandro Damião (Rossi) e William Pottker (Camilo). Técnico: Odair Hellmann.

VITÓRIA - Ronaldo; Jeferson, Lucas Ribeiro, Ramon e Fabiano; Léo Gomes, Marcelo Meli (Wallyson), Rodrigo Andrade e Yago; Neilton (Lucas Fernandes) e Léo Ceará (André Lima). Técnico: Paulo César Carpegiani.

GOLS - Emerson Santos (contra), aos dois minutos do primeiro tempo; Leandro Damião, aos 18, e D'Alessandro, aos 40 do segundo

ÁRBITRO - Savio Pereira Sampaio (DF).

CARTÕES AMARELOS - Victor Cuesta, DAlessandro e Edenilson (Internacional); Lucas Fernandes, Fabiano, Jeferson, Ronaldo e Léo Gomes (Vitória).

CARTÃO VERMELHO - Neílton (Vitória).

RENDA - R$ 921.900,00.

PÚBLICO - 32.229 pagantes (37.070 total).

LOCAL - Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet