Política Sexta-Feira, 14 de Setembro de 2018, 08h:41 | - A | + A

R$ 100 MILHÕES

Blairo Maggi consegue liberação de verba federal para conclusão do Pronto-Socorro

Ministro consegue R$ 100 milhões da União para terminar a obra e equipar o novo Pronto-Socorro

KAMILA ARRUDA

DIÁRIO DE CUIABÁ

 

O ministro da Agricultura Blairo Maggi (PP) conseguiu R$ 100 milhões de verba federal, junto ao presidente Michel Temer (PMDB), para a conclusão do novo Pronto-Socorro de Cuiabá.

Ontem, o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão destinou R$ 100 milhões para prefeitura de Cuiabá aplicar na finalização das obras e compra de equipamentos do novo pronto-socorro da capital. O recurso foi anunciado por meio de uma portaria publicada na manhã desta quinta-feira (13) do Diário Oficial da União.

Segundo Maggi, os R$ 100 milhões serão divididos da seguinte forma: R$ 30 milhões para a conclusão da obra e R$ 70 milhões serão destinados para compra de equipamentos e para colocar a unidade em funcionamento. Com estes recursos, segundo o ministro, a prefeitura de Cuiabá poderá terminar a obra ainda este ano.

Blairo Maggi explicou que o recurso foi adquirido após reunião na presidência da República em que os ministros apresentaram obras que devem ser concluídas, em todo o país, antes do fim do ano.

“Como o meu ministério não tem nenhuma obra, eu expliquei a importância da obra do Pronto-Socorro para Mato Grosso. O presidente concordou e, a partir dai, junto com os ministérios do Planejamento e Saúde, além da prefeitura de Cuiabá, começamos a trabalhar a sua viabilização”, disse Maggi.

Ontem, o ministro ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, Carlos Marun, esteve em Cuiabá com técnicos do governo federal para vistoriarem a obra, a pedido do presidente Michel Temer.

Marun acabou não indo ao canteiro de obras, para evitar que a visita e o anúncio seja explorado politicamente pelos principais candidatos ao governo de Mato Grosso. Apenas os técnicos foram fazer a vistoria na obra para se certificar de todos os apontamentos apresentados pela Prefeitura de Cuiabá. Marun ficou na residência de Maggi, onde almoçou com os parlamentares da bancada federal de Mato Grosso.

“Nós que estamos em Brasília, estamos distante da briga política que aqui está acontecendo e os três principais candidatos ao governo apoiam o governo Temer”, disse Maggi. “Por isso achamos melhor deixar que apenas os técnicos vistoriassem a obra”, completou.

Segundo Maggi, se tudo ocorre bem após a visita dos técnicos, o presidente Michel Temer deve anunciar, em Brasília, já na próxima semana a liberação imediata do recurso.

Blairo Maggi lembrou que o recurso é da União e está sendo destinado sem nenhuma contrapartida da prefeitura ou do Estado. Também não se trata de emenda parlamentar. Segundo Maggi, os recursos das emendas parlamentares, que hoje estão com o Estado, e que deveriam ser usados para equipar a unidade hospitalar, deverão agora ser direcionados para o custeio do novo Pronto-Socorro.

HISTÓRICO - O novo PS começou a ser construído ainda na gestão do ex-prefeito Mauro Mendes, em 2015, com custo inicial de R$ 76 milhões. Atualmente, o valor já é de R$ 91 milhões, segundo atualização do prefeito Emanuel Pinheiro. Sendo que 70% dos recursos são do estado e 30% do município.

A unidade tem mais de 21 mil m² e deverá receber 315 leitos, dos quais 40 são destinados a Unidades de Terapia Intensiva (UTI). A estrutura ainda conta com seis centros cirúrgicos e deverá receber 45% da população de todo o estado.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet