Política Terça-Feira, 12 de Junho de 2018, 15h:33 | - A | + A

POLÊMICA SEM FIM

José Medeiros diz: "dinheiro do Pronto-Socorro já virou caso de polícia"

Estado e Prefeitura não comentam o assunto e nem a destinação dos R$ 82 milhões para a compra de equipamentos do PS

LAICE SOUZA

DA REDAÇÃO

 

O senador José Medeiros (Pode) quer saber qual a destinação que o governador Pedro Taques (PSDB) deu aos R$ 82 milhões que a bancada federal repassou, via emenda parlamentar, para a compra de equipamentos do novo Pronto-Socorro de Cuiabá. Até o momento, o governo não deu nenhuma informação sobre quando o recurso será repassado e se o dinheiro será entregue a Prefeitura da Capital.

O recurso foi encaminhado para o Estado, com a promessa do governador repassar para a prefeitura, com a inércia tanto de Taques, quanto do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), segundo o senador Medeiros o episódio já "virou caso de polícia". "É um Pronto-Socorro para salvar vidas. O dinheiro não some, dá pra encher uma caminhonete com todo esse dinheiro", disse.


Ainda segundo Medeiros, Taques foi eleito governador em decorrência da credibilidade que conquistou da época em que era procurador da República, contudo, isso está sendo colocado em xeque por causa dessa demora em se viabilizar a transferência o recurso para o município de Cuiabá.


"Esse dinheiro não era para o governo era para o Pronto-Socorro", disparou, acrescentando que cabe para o caso a pergunta que é feita pelo programa da Rede Globo, Fantástico, "Cadê o dinheiro que estava aqui".

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet