Política Sexta-Feira, 18 de Maio de 2018, 14h:43 | - A | + A

DISPUTA NOS ESTADOS

Podemos não vai se coligar a partidos 'sustentáculos' da corrupção, avisa Álvaro Dias

Embora cite o PSDB, o MDB e o PT, o senador não descartou totalmente a possibilidade de comporem a chapa de um deles

SÍLVIA DEVAUX

DA REDAÇÃO

 

Maior liderança do Podemos e o pré-candidato à Presidência da República, senador Álvaro Dias (PODE), revelou nesta sexta-feira (18), em Cuiabá, que o partido não deve fechar aliança com "partidos que são sustentáculos desse sistema que considero corrupto e beneficiários, e também não assimilam a nossa proposta.

 

Embora cite o PSDB, do governador Pedro Taques, o MDB  e o PT, o senador não descartou totalmente a possibilidade de comporem a chapa de um deles. "São partidos que não foram  artífice desse sistema e hoje admitem a necessidade de mudança. E assim, podem integrar uma aliança e nós participaríamos desta aliança", assinalou

 

Ele explicou também que por ser um partido novo, que vai completar o primeio ano no próximo mês de julho, ainda não estão preparados para ter todas as candidaturas nestas eleições.

 

Porém, argumentou o presidenciável, já contam com 17 deputados federais e cinco senadores, vem ganhando musculatura e mostrando que podem "assumir posições e espaços importantes para ajudar mudar o país". E se preparam principalmente em relação ao Legislativo.

 

O PODE continua fazendo as avaliações políticas para definir as chapas majoritárias nos estado e “no momento adequado” vão fechar, conforme ele até julho e que por enquanto tudo que se fala são apenas "especulações".

 

 

A composição nos estados está sendo articulada pelos presidente regionais, que não deixam de consultá-lo. Em Mato Grosso, é liderada pelo senador José Medeiros que está preparadíssimo para conduzir esse processo.

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet