Política Terça-Feira, 12 de Setembro de 2017, 13h:41 | - A | + A

GREVE DETRAN-MT

Taques afirma que cortará ponto de servidores em greve

Caso a greve seja considerada ilegal, o governador cortará ponto de grevistas e afirma que por meio de chantagem nada será feito

DA REDAÇÃO

 

Após servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) terem deflagrado greve nesta segunda-feira, por tempo indeterminado, o governador Pedro Taques (PSDB) afirmou que não negociará enquanto o movimento durar e que irá determinar o corte de ponto dos grevistas.

 

Todas as unidades do estado estão paralisadas e a categoria pede reajuste salarial que já não ocorre há seis anos. Ainda na segunda-feira (11) o governo se posicionou por nota lamentando que neste momento de crise, o Estado não tem condições de efetuar o reajuste. “Em meio à crise econômica que afeta as contas públicas em Mato Grosso, o Governo do Estado não tem condições, neste momento, de conceder novos aumentos ao salário dos servidores do Detran”, diz a nota.

 

Em entrevista a Rádio Mega FM, o governador afirmou que cortará o ponto dos grevistas, declarando que este não é o momento para pedir aumento de salários e que por meio de chantagem nada será feito. “Não negociamos com servidores em greve. Vamos determinar o corte de ponto se a greve for declarada ilegal. Não pode fazer chantagem para que nós, nesse momento de crise, possamos aumentar salários”, disse Taques.

 

O Sindicato dos Servidores do Departamento Estadual de Trânsito do Estado de Magro Grosso (Sinetran-MT), afirmou que só irá se pronunciar caso a greve seja decretada ilegal.

 

VÍDEO

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet