Artigos Quarta-Feira, 12 de Junho de 2019, 12h:20 | - A | + A

PATRIOTISMO DOS PROGRESSISTAS

Verás que um filho teu...

Roberto Boaventura da Silva Sá

Para as reflexões de hoje, trago a transcrição, quase ipsis litteris, do discurso de Claudio Lorenzo, pronunciado em 07/06, na Sessão Solene em Defesa da Universidade de Brasília e do Instituto Federal de Brasília. Lorenzo é professor e diretor sindical na UnB.


O título que dei a essas reflexões, extraído do Hino Nacional, é para deixar claro que o real patriotismo pertence aos progressistas de nosso país.


Partindo desse campo discursivo, Lorenzo disse que falaria “em nome de sociais democratas, socialistas reformistas, anarquistas, comunistas modernos e ortodoxos, e liberais que acreditam ser possível um Estado liberal socialmente responsável, democrático e de direito”; que também falaria “em nome dos que não se definem politicamente e que não acham que isso importa”; só não falaria “em nome dos que flertam com o fascismo, pois quem fala em nome deles é o atual governo”.


Lorenzo afirma que representa os acima listados por conta da partilha de “sentimentos e emoções que só a carreira de professor oferece e que estabelece em nós marcas de identidade, como o amor pelo conhecimento, a excitação de seguir o rastro de uma ideia, conforme dizia Teobaldo (penso que seria Riobaldo de Grande Sertão: veredas) de Guimarães Rosa.


Assim, Lorenzo elenca coisas que só, nós, professores, vivenciamos, como:


 a)     “a partilha do orgulho em poder sentir tão próximo de nós a potência do saber para o crescimento humano, a satisfação em perceber que a sala de aula pode se tornar um novo espaço de respeito e acolhimento a uma transexual, que só teve, até então, uma vida marcada pelo sofrimento da culpa e da recusa;
 b)    a excitação intelectual em ver um doutorando, encontrar, sob sua orientação, solução para um antigo problema;
 c)    a ternura que vem do abraço de uma mãe em dia de formatura, quando te agradece e te conta que sua filha é a primeira da família a alcançar o nível superior;
 d)    a alegria de visitar uma terra indígena na companhia de um aluno de Medicina, filho daquele povo, que, enquanto caminha entre a pobreza material de sua gente, te enriquece com histórias de seu povo, de seus ancestrais, de seus deuses...”.
Na sequência, Lorenzo, após afirmar que o atual governo usa a máquina para “destruir as universidades federais sob a justificativa de necessidade econômica”, aponta que “o obscurantismo (do governo) é:
 a)    próprio da brutalidade e subserviência dos que se dizem patriotas, mas tramam contra a soberania nacional,
 b)    bater continência à bandeira alheia;
 c)    acabar com as normas de proteção às nossas florestas;
 d)    fechar os olhos ao extermínio de nossas comunidades tradicionais e de nossa juventude negra nas periferias;
 e)    vender barato nossos minérios;
 f)    permitir que envenenem nosso solo;
 g)    fomentar as condições sociais para a exploração de nossa gente;
 h)    estimular o ódio racial, a misoginia, a homofobia;
 i)    deixar a educação de nossa juventude entregue à própria sorte;
 j)    abrigar-se sob o guarda-chuva do cinismo, e dali desdenhar dos direitos humano”.


Por tudo isso, Lorenzo adianta ao “Sr. Ministro da Educação e ao Sr. Capitão, Presidente da República”, que “A resistência contra o fim da educação pública e gratuita será grande, desgastando-os”; e afirma:


"Vocês nos prendem vivos, nós escapamos mortos", pois, “pairam sobre nossas cabeças os espíritos de Darcy Ribeiro, de Nise da Silveira, de Milton Santos, de Sérgio Arouca, de Bertha Lutz, de Anísio Teixeira, de Laudelina Campos de Melo, e, sim, de Paulo Freire”.


Mais: que “Estão conosco todos os ancestrais da multiplicidade de povos que construíram a nação brasileira, os deuses indígenas, santos e orixás, Tupã, Ceuci, Ainhaderu, São Francisco, Santa Rita, Jesus Cristo, Oxalá, Yansã e Ogum”.


A mensagem de Lorenzo foi encerrada com um recado direto:


“Nós vamos à luta, Sr. Ministro e Sr. Capitão. EPA BABÁ! EH PARRÊ! OGUN YÊ!”

 

Roberto Boaventura da Silva Sá é prof. de Literatura/UFMT; Dr. em Jornalismo/USP - rbventur26@yahoo.com.br

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet