Caldeirão Político Quinta-Feira, 21 de Maio de 2020, 07h:58 | - A | + A

Bolsonaro despenca na pesquisa e impeachment fica mais próximo

Da redação

Despencou a aprovação e subiu a reprovação do governo do presidente Bolsonaro. Essa é a principal notícia da última pesquisa do Ipesp contratada pela XP investimentos. Só para comparar a evolução dos números. A pesquisa é feita mês a mês. Em janeiro de 2019, o presidente Jair Bolsonaro tinha 40% por cento de bom e ótimo contra 20% por cento de ruim e péssimo e 29% por cento de regular. Esses números estão muito modificados hoje.

 

O presidente Jair Bolsonaro teve a sua pior avaliação, alcançando 25% por cento de bom e ótimo, numa queda de 15 pontos percentuais, enquanto que sua rejeição subiu para 50%, ou seja um aumento de 30 pontos percentuais. A reprovação do presidente comparada com a aprovação está na base de dois por um em desfavor de Jair Bolsonaro. A avaliação regular também caiu seis pontos, indo para 23% por cento.

 

O presidente caiu muito em todas as regiões. A sua melhor avaliação era nas regiões Norte e Centro Oeste. Em julho de 2019, Jair Bolsonaro tinha 48% por cento de bom e ótimo nessas regiões. Na pesquisa divulgada ontem, o presidente caiu para 27% por cento, perdendo 21 pontos na pesquisa, mas ainda mantendo dois pontos percentuais acima de sua média nacional. Apenas no Sudeste, com 28 por cento, o presidente mantém uma melhor avaliação, mas vale destacar que em julho de 2019, o presidente tinha no Sudeste, 35 por cento de bom e ótimo, o que mostra uma queda menor de apenas sete pontos percentuais.

 

No quesito ruim e péssimo, em julho de 2019, o presidente Jair Bolsonaro, no Norte/Centro Oeste tinha apenas 23% de rejeição. Nos dados divulgados ontem sua rejeição subiu para 48% por cento, exatos 25 pontos percentuais a mais. Outra péssima notícia para o presidente é sua avaliação no Nordeste. Em maio de 2019, o presidente tinha 50 por cento de rejeição nesta região. Agora subiu para 60 por cento.

 

A rejeição de Bolsonaro nas capitais também subiu muito, de 39% por cento em julho de 2019 para 59% em maio.

 

As mulheres são as que mais rejeitam o presidente: 56% por cento.

 

Com esses dados, o impeachment fica mais próximo.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Hugo Furlan - 27/05/2020

Não cai, já comprou os votos necessários para se manter, centrão chegou chegando, mais uma conta no lombo do povo.

Hugo konig - 21/05/2020

Não tera impeachment de Bolsonaro, quem votou nele irá para as ruas . Brasil acima de tudo

2 comentários

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet