Caldeirão Político Quarta-Feira, 30 de Outubro de 2019, 06h:39 | - A | + A

Reforma da Previdência

Deputados federais não vão votar a PEC paralela

Da Redação

Atualizada às 7h58

Os governadores podem se preparar para novo desgaste. Um parlamentar com grande experiência do que vai na “alma” dos deputados federais garante que a PEC paralela, que estende a Reforma da Previdência para estados e municípios, não será aprovada na Câmara.

 

“O Senado pode até aprovar, o que não acredito, mas a PEC paralela não passa na Câmara, vai dormir nas gavetas da Mesa Diretora, porque os deputados federais não querem e não vão aprovar”, diz o experiente parlamentar.

 

A lógica da resistência à aprovação: “já nos desgastamos com o eleitor, não vamos nos queimar mais com o nosso eleitorado nos estados e municípios”, explica. “Os deputados estaduais terão que assumir esse desgaste, aprovando a reforma nas Assembleias Legislativas”.

 

Ou seja, será mais um ponto de polêmica e tensão para os governadores e deputados estaduais. Os deputados federais estão fora dessa briga, segundo a fonte do PNBONLINE.

 

A PEC paralela ainda não tem um calendário definido no Senado. Ela foi criada para incorporar as mudanças na PEC original da reforma da Previdência e assim tentar evitar que o texto principal voltasse para a Câmara. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), prometeu dar celeridade quando o texto chegar à Casa, mas não poderá impor sua vontade se a maioria dos deputados federais está decidida mesmo a não votar.

 

O PNBONLINE ouviu mais uma fonte agora há pouco que confirmou este ânimo dos deputados federais: "é isso mesmo, infelizmente os deputados não vão votar a Reforma da Previdência para os estados e municípios", afirmou.

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet