Caldeirão Político Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 09h:03 | - A | + A

CRISE SANITÁRIA

Entidades repudiam postura do presidente

Da Redação

Diversas entidades representativas vêm repudiando a postura de Jair Bolsonaro (sem partido) diante da crise sanitária causada pela pandemia do novo coronavírus (COVID-19). O ápice das críticas veio após o pronunciamento em cadeia nacional na noite da última terça-feira (24). No discurso que teria sido escrito pelo vereador do Rio de Janeiro e filho do presidente, Carlos Bolsonaro (PSC), com ajuda do “gabinete do ódio”, o chefe do Executivo classificou as precauções tomadas por estados e municípios como “histeria” e acusou a imprensa de causar “sensação de pavor” na população. 

 

Em nota, a Sindicato Nacional dos Docentes do Ensino Superior (Andes) destacou que o número óbitos e casos confirmados pode estar sendo subnotificado pela falta de exames nas unidades de saúde. Para a entidade, as falas de Jair Bolsonaro evidenciam mais uma vez “o seu obscurantismo, sua visão elitista e sua prioridade à política ultra neoliberal, em que os lucros estão à frente da vida”. 

 

Assim como o Andes, a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) também se pronunciou após mais uma investida do presidente contra a mídia. O discurso foi classificado como “mais uma demonstração pública de sua descompostura e inépcia”. Já a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) fez um apelo à população brasileira: “não quebre a quarentena por um dos pronunciamentos mais desonestos da história”.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet