Caldeirão Político Quinta-Feira, 10 de Setembro de 2020, 08h:11 | - A | + A

VÁRZEA GRANDE

Kalil diz que críticas de adversário a Lucimar “não colam”

Da Redação - Com Midianews - Lislaine dos Anjos

Na política, a lealdade é aferida no gesto. Na sua primeira entrevista, depois de confirmado como pré-candidato a prefeito com o apoio do DEM de Jayme e Júlio Campos, Kalil Baracat (MDB) saiu em defesa da gestão da prefeitura Lucimar Campos, rebatendo as críticas da oposição.

 

Abaixo trecho da matéria da repórter Lislaine dos Anjos do Midianews:

 

Pré-candidato à Prefeitura de Várzea Grande, o ex-vereador Kalil Baracat (MDB) defendeu a gestão da prefeita Lucimar Campos (DEM) e rebateu as críticas feitas pelo futuro adversário na disputa, o empresário Flávio Vargas (PSB), que disse que o município precisa "sair das mãos" da família Campos.

 

De família tradicional na política do município, Kalil - que irá contar na sua chapa com o atual vice-prefeito, José Hazama - afirmou que Lucimar pegou uma Várzea Grande "atrasada" e a colocou nos trilhos novamente.

 

"Várzea Grande sofreu por alguns anos e a prefeita Lucimar faz uma gestão de 80% de aprovação, com um grande volume de obras. Então, esse discurso não cola. Até porque, se assim fosse, não teria essa aprovação. Ela faz uma excelente gestão", avaliou Kalil.

 

O pré-candidato reconhece que o município ainda tem desafios a serem vencidos, mas afirma que, com o apoio dos Campos, caso eleito, trabalhará para dar continuidade aos trabalhos realizados pela gestão atual.

 

 Várzea Grande sofreu por alguns anos e a prefeita Lucimar faz uma gestão de 80% de aprovação, com um grande volume de obras. Então, esse discurso não cola

"A prefeita Lucimar pegou uma cidade muito atrasada e a colocou em ordem, com obras e asfalto nos quatro cantos, com a Prefeitura adimplente. E a gente vai dar continuidade a tudo isso, avançando naquilo que é possível", disse.

 

Alianças e adversário

 

 Kalil disse não ter temor de enfrentar a possível candidatura na cidade do deputado federal Emanuel Pinheiro Neto, o Emanuelzinho (PTB).

 

"Se ele está apto a disputar a eleição, cabe a ele decidir. Não tenho nada contra o deputado. Ele depende dos partidos políticos. Se eles quiserem lançá-lo, não há nada que podemos fazer", afirmou.

 

 Ele disse, ainda, que está conversando com partidos e vereadores para fechar a sua aliança, devendo anunciar as siglas que irão compor a coligação apenas no dia da convenção, prevista para o dia 15 deste mês.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet