Caldeirão Político Segunda-Feira, 05 de Agosto de 2019, 11h:58 | - A | + A

Mauro não fará proposta à educação e em 30 dias começa a demitir

Da redação

 

 

O governador Mauro Mendes em entrevista concedida nesta segunda à rádio Capital FM destacou que não pode oferecer reajuste aos professores, nem a qualquer outra categoria, enquanto o Estado estiver gastando mais de 49% das suas receitas com salários. O governador destacou que existe uma hierarquia das leis, que ele não se posiocionou contrário à lei da dobra do salário aprovada no governo Silval, mas que só pode pagar esses benefícios, na hora que o Estado estiver cumprindo com as obrigações da lei federal, hierarquicamente superior, que é a lei de responsabilidade fiscal.

 

Diante da afirmação que os professores podem voltar se receberem uma proposta que o Estado voltando aos limites da lei de responsabilidade, o governador afirmou que “essa proposta já foi feita por escrito aos professores, não cabendo ratificá-la”.

 

Confrontado com a obrigação do Estado de garantir aulas para os alunos da rede pública, o governador lembrou que “a greve já foi decretada ilegal e que 30 dias depois dessa decretação, se os professores insistirem com a paralisação, o Estado poderá demitir e contratar novos professores”.

 

O governador Mauro Mendes disse que não vai apresentar proposta nova nenhuma para os servidores, pois a situação econômica do Estado continua a mesma.

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Elane Rocha Lima - 06/08/2019

E ns alunos esperando um resposta que j iramos ter uma previso pra volta s aulas,e nada Aiii agente reprova e tem que estudar tudo novamente affs e lamentvel para ns alunos isso...

1 comentários

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet