Caldeirão Político Terça-Feira, 02 de Junho de 2020, 11h:38 | - A | + A

JUSTIÇA ELEITORAL

Ministério Público vai investigar suposto crime de caixa 2 de senador

Gráfica cobra dívida de mais de meio milhão de Carlos Fávaro

Ana Adélia Jácomo

Da Redação

O senador Carlos Fávaro (PSD-MT) é alvo de uma ação extrajudicial movida pela Gráfica Print para cobrar uma dívida na ordem de R$ 465 mil referente a serviços prestados na campanha eleitoral de 2018. Com juros, esse valor chega a R$ 509 mil.

 

O Ministério Público Federal (MPF) recebeu a informação e irá investigar em forma de “Notícia de Fato”. O objetivo é apurar se realmente a empresa não recebeu o montante e se as declarações prestadas à Justiça Eleitoral na prestação de contas são divergentes.

 

Caso o MPF encontre diferenças nos valores declarados e os de fato utilizados, Fávaro pode ter que responder pelo crime eleitoral de caixa dois, que inclusive é o mesmo delito que levou à cassação do mandato da senadora Selma Arruda (PODE).

 

Fávaro assumiu o mandato de Selma após conseguir no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o direito à vaga até que novas eleições sejam realizadas em Mato Grosso. Por conta da pandemia do novo coronavírus, o pleito, que deveria ocorrer em 26 de abril, foi suspenso por tempo indeterminado.

 

Veja trecho da ação contra Fávaro:

Sem título.jpg

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet