Caldeirão Político Quinta-Feira, 30 de Maio de 2019, 17h:03 | - A | + A

CRISE DE IMAGEM

Neymar deveria contratar o marqueteiro do general Mourão

Neymar deveria procurar o marqueteiro do vice-presidente, general Mourão. O general, disciplinado, mudou a imagem de boquirroto e preconceituoso. Hoje Mourão situa-se no oposto do presidente Bolsonaro, aparece na mídia como um sujeito tolerante e ponderado, mudou de estatura. Se o objetivo foi criar a imagem inversa do titular da presidência, o marqueteiro acertou um golaço.

 

O craque do futebol precisa passar por um processo semelhante de gestão de imagem, mesmo que seja para parecer melhor do que a sua atual imagem, de mimado, intolerante e agressivo.

 

Neymar agrediu recentemente um torcedor do PSG e “perdeu” a braçadeira de capitão da seleção.E, durante um treino em Teresópolis, depois de tomar uma bola debaixo das pernas (rolinho, caneta ou qualquer expressão do futebolês)  reagiu da pior maneira possível para um homem e atleta, derrubou o garoto que teve a audácia de driblar o astro rei do futebol mundial. Se tivesse já na gestão do marqueteiro do general Mourão, levaria o gesto do garoto na esportiva, sorrindo e incentivando o futuro do futebol nacional.

Nada disso, Weverton, lateral sub-20 do Cruzeiro,que passou a ser centro das atenções na seleção brasileira por conta desse drible desmoralizante aplicado em Neymar, foi dispensado dos treinamentos da Seleção. A cena e a dispensa somam mais dois gols contra na conturbada imagem de Neymar.

 

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet