Caldeirão Político Segunda-Feira, 11 de Novembro de 2019, 14h:58 | - A | + A

ENTREVISTA ESPECIAL

O conservadorismo e a expressão da intolerância

Da Redação

Desde 2016, diante  da vitória de Donald Trump nos Estados Unidos e da saída do Reino Unido da União Europeia, o conhecido Brexit, estudiosos têm alertado quanto aos perigos do florescimento de uma onda conservadora no mundo. Ao longo destes anos, o Brasil viu manifestações pedindo volta da ditadura, fechamento de exposições de arte, recordes de crimes motivados por homofobia e, em óbvio, a eleição de um candidato com posições mais que conservadoras, claramente antidemocráticas.  

 

Para além do apreço ao passado, tantas vezes mais glorioso no pensamento que na história, o conservadorismo que tem se manifestado no Brasil, em consonância com o restante do mundo, não reflete somente uma mera ideologia de organização política e social. 

 

Como pondera Mário Cézar Leite, professor no programa de pós graduação em Estudos de Cultura Contemporânea na UFMT, em entrevista especial ao PNB Online nesta semana, trata-se da expressão do perigo a tudo aquilo que não é identificado como padrão, que é diferente. E como ele mesmo define, que não se enganem: nesta caça às bruxas, é difícil estar a salvo. 

 

LEIA MAIS

Intelectual reflete sobre conservadorismo brasileiro: “parece uma caça às bruxas”

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet