Caldeirão Político Segunda-Feira, 11 de Novembro de 2019, 13h:36 | - A | + A

GRAMPOLÂNDIA PANTANEIRA

OAB/MT questiona efetividade das declarações do cabo Gerson

da Redação

O presidente da OAB/MT, Leonardo Campos considerou positivo o reconhecimento por quem de direito, o Tribunal Militar, de que, efetivamente, funcionou um escritório clandestino de arapongagem em Mato Grosso. "Agora há uma sentença condenatória reconhecendo a existência de um escritório clandestino de escutas ilegais. O que chama a atenção é que as confissões do cabo Gerson serviram para lhe dar o perdão judicial. Como que serve para dar o perdão no Tribunal Militar e no âmbito de eventual delação premiada, não serve?  Isso me parece uma grande incongruência do Ministério Pùblico que precisa ser desmistificada. A impressão que passa é que as revelações para algumas coisas servem e para outras não, isso precisa ser esclarecido", ressaltou o o presidente da OAB/MT.

 

Campos disse que não discute o teor da decisão do julgamento dos militares conhecido com Grampolânida Pantaneira, em que apenas o coronel Zaque Barbosa foi condenado a oito anos de prisão e os outros quatro acusados -  o coronel  Evandro Lesco e o cabo Gerson Corrêa (apesar do pedido de condenação do Ministério Público),  o coronel Ronelson Barros e o tenente coronel Januário Batista - foram absolvidos. "Se não tá satisfeito, tem que recorrer", resumiu.  

 

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet