Caldeirão Político Segunda-Feira, 06 de Maio de 2019, 11h:40 | - A | + A

GRAMPOLÂNDIA PANTANEIRA

Pedro Taques é investigado por denunciação caluniosa e pode pegar até oito anos de reclusão

O ex-governador disse que vai ter oportunidade de se defender no processo e espera a investigação. Se condenado, a pena máxima pode ser de oito anos de reclusão.

Da redação

O advogado e ex-governador Pedro Taques será investigado pelo MPE-MT, por determinação do desembargador Orlando Perri, que mandou arquivar as denúncias feitas por Pedro Taques em desfavor do procurador de Justiça, Mauro Zaque, ao mesmo tempo em que determinou ao MPE a investigação sobre se o ex- governador não cometeu crime de denunciação caluniosa. A denunciação caluniosa é crime tipificado no artigo 339 do Código Penal;

Artigo 339 - "Dar causa à investigação de instauração policial, de processo judicial, instauração de investigação administrativa, inquérito civil ou ação de improbidade administrativa contra alguém, imputando-lhe crime de que o sabe inocente." : Pena - Reclusão de 2 a 8 anos e multa.

 

Só para lembrar os leitores, quando Pedro Taques estava no exercício do Governo do Estado ele denunciou que o procurador, Mauro Zaque, havia fraudado o protocolo do Palácio Paiaguás e nunca havia protocolado a denúncia sobre a "grampolândia pantaneira". O governador na época esforçava-se, de todos os meios, para defender seu primo Paulo Taques e todos os coronéis que, posteriormente, foram condenados na "grampolândia". As investigações concluiram que Mauro Zaque entregou sim, no Palácio, os documentos informando o governador sobre a "grampolância" e que o protocolo fora fraudado sim, mas por subordinados de Paulo Taques, secretário da Casa Civil na época. Diante dessas conclusões, o desembargador Orlando Perri mandou arquivar o inquérito contra Mauro Zaque e mandou abrir investigação sobre a denúncia caluniosa, que em tese, pode ter sido praticada por Pedro Taques.

 

O ex-governador disse que vai ter oportunidade de se defender no processo e espera a investigação. Se condenado, a pena máxima pode ser de oito anos de reclusão.

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet