Caldeirão Político Segunda-Feira, 13 de Janeiro de 2020, 10h:27 | - A | + A

ORÇAMENTO 2020

Poderes têm reajuste, mas servidores não

Da Redação

Tudo indica que os cofres públicos em Mato Grosso estão se recuperando, mas, por enquanto, ainda não se sabe se os servidores públicos vão ter a Revisão Geral Anual (RGA). No entanto, o orçamento do Poder Executivo para 2020 aprovado pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) já garantiu o reajuste do duodécimo do Poder Judiciário, Tribunal de Contas e Ministério Público. 

 

Os deputados estaduais definiram um aumento no repasse de R$ 97 milhões. De acordo com o deputado Max Russi (PSB), primeiro secretário da Casa, os deputados fizeram um “ajuste” considerando que, em 2019, não houve a correção do repasse pelos índices inflacionários. Em 2020, o Poder Judiciário vai ter R$ 60 milhões a mais no orçamento e uma receita total de R$ 1,5 bilhão, incluídos os recursos do Funajuris; o Tribunal de Contas teve um reajuste de R$ 20 milhões e vai receber um duodécimo de R$ 365 milhões este ano. Com o reajuste, o Ministério Público vai ter R$ 17 milhões a mais este ano. 

 

O deputado Max Russi acredita que no segundo semestre deste ano o governador Mauro Mendes (DEM) vai ter condições de definir o pagamento da RGA. Segundo ele, o Poder Executivo fez todas as alterações e mudanças necessárias, finalizou o ano com as contas em dia, já pagou os servidores no dia 10, sem escalonamento de salários e tem mais recursos em caixa. Um exemplo são os R$ 300 milhões de repactuação da dívida e R$ 190 milhões de um acordo de leniência com a JBS e outras cinco empresas.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Elias Vicente silva - 15/01/2020

Engraçado rga, e lei que garante o poder de compra todo ano é um problema mais os repasses para os poderes sempre hoje complementação e todos os anos recebem normal todos os benefícios.

1 comentários

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet