Caldeirão Político Quinta-Feira, 12 de Dezembro de 2019, 05h:01 | - A | + A

Deu na Gazeta Digital

Reitora da UFMT tenta por fim a escolha democrática do sucessor

Nota da Coluna Fogo Cruzado do site Gazeta Digital dá conta do que seria uma manobra da atual reitora da UFMT, professora doutora Myrian Serra, para bloquear a realização da consulta à comunidade acadêmica para a escolha do sucessor. A consulta é uma tradição democrática da UFMT. A nota abaixo da Gazeta Digital:

 

Gazeta Digital

João Vieira

 

A reitora Myrian Serra vem recebendo críticas não só pela sua gestão à frente da reitoria da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) como também pelo fato de estar atrasando os encaminhamentos para manter a escolha do sucessor. Myrian pode disputar a reeleição.

 

Uma nota pública, divulgada nesta quarta-feira (11), leva ao conhecimento da comunidade acadêmica a possibilidade da escolha não passar pelo voto paritário de professores, técnicos e estudantes.

 

Segundo informações, a intenção da reitora é levar o processo de escolha para o Conselho Univesitário (Consuni). Com isso,  acabaria com a tradição histórica da UFMT, desde a década de 80, que realiza a eleição com o peso equivalente.  

 

No Conselho, o peso do voto do professor é de 70%, 20% para técnicos e 10% para estudantes. No processo de eleição democrática, após a votação, os nomes são encaminhados para o Consuni, que envia o resultado para o Ministério da Educação. A escolha do novo reitor deve ocorrer até abril de 2020.

 

 Leia a nota da professora e também candidata a reitora

 

EM RESPEITO À DEMOCRACIA NA UFMT

 

A Universidade Federal de Mato Grosso tem orgulho de sua tradição democrática na escolha de suas reitoras e seus reitores. Um costume, uma prática que começou nos anos 1980 quando a UFMT realizou, de forma pioneira, uma consulta para eleger seu dirigente máximo.

 

Essa tradição democrática e participativa está ameaçada pela morosidade da atual gestão em iniciar as tratativas e procedimentos visando assegurar que à comunidade acadêmica da UFMT tenha garantido o direito histórico de se manifestar e de legitimar nosso(a) próximo(a) reitor(a).

 

Essa NOTA PÚBLICA é o nosso primeiro passo na luta para assegurar o RESPEITO À DEMOCRACIA NA UFMT. Em seguida, demandaremos junto às entidades representativas dos nossos segmentos acadêmicos, DCE, SINTUF e ADUFMAT, a união de nossas forças e esforços em prol da realização da consulta em respeito ao legado democrático de nossa instituição e principalmente em respeito a todos os alunos, técnicos e professores. Ao lutar pela realização da consulta para escolha da próxima gestão reafirmo meu compromisso com a democracia, com a participação de toda a comunidade acadêmica da UFMT e com a nossa história. Consulta já!

 

Professora Tereza Higa

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet