Caldeirão Político Sexta-Feira, 26 de Junho de 2020, 17h:54 | - A | + A

CASA CAIU

Uma semana após ser preso, Queiroz negocia delação premiada

Da Redação

O ex-assessor parlamentar Fabrício Queiroz, investigado no esquema conhecido como "rachadinha", está negocinado um acordo de delação premiada com o Ministério Público do Rio de Janeiro. As informações são da CNN Brasil.

 

Queiroz era assessor do então deputado estadual Flávio Bolsonaro, atual senador, e foi preso há uma semana em uma casa em Atibaia, interior de São Paulo. 

 

 

De acordo com fontes envolvidas pela CNN Brasil na investigação, Queiroz está preocupado com a família dele, que também é alvo de investigação. Ele quer garantias de proteções no processo para a mulher, Márcia Aguiar de Oliveira, que está foragida, e para as filhas Nathalia Mello e Evelyn Mello, todas investigadas no  mesmo esquema de "rachadinha”, prática em que os funcionários dos gabinetes devolvem parte de seus pagamentos a políticos e assessores. Queiroz também pede para que cumpra prisão domiciliar. Márcia, Nathalia e Evelyn, assim como o pai, trabalharam no gabinete de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Evelyn assumiu a vaga da irmã depois que Nathalia foi exonerada do gabinete.

 

A negociação está arrastada porque os promotores querem garantias que o ex-assessor de Flávio Bolsonaro tenha informações novas para apresentar e não apenas relatar fatos que a investigação já conseguiu remontar.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet