Economia Terça-Feira, 28 de Julho de 2020, 11h:30 | - A | + A

CAGED

Com o melhor resultado do país, MT cria quase 7 mil novos posto de trabalho em junho

Apenas Mato Grosso e Acre fecharam o acumulado de janeiro a junho com saldo positivo de empregos formais.

Safira Campos

Da Redação

Agência Brasil

carteira_de_trabalho2.jpg

 

Mato Grosso começa a dar bons sinais de recuperação no número de postos de emprego formal em meio à crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus. O estado apresentou o melhor resultado do país com a abertura de 6.709 novos postos de trabalho em junho. 

 

Dados do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), do Ministério da Economia, publicados nesta terça-feira (28), mostram que Mato Grosso já superou inclusive o número de empregos gerados no mês anterior ao primeiro caso de covid-19 no estado. Em fevereiro, houve a abertura de 4.033 postos, 2.676 a menos que o observado em junho. 

 

Dessa forma, o saldo de empregos formais em Mato Grosso, no acumulado de janeiro a junho de 2020, ficou em 3.565. O segundo colocado no ranking é o estado do Acre, com 1.270 vagas. Todos os resultados foram negativos a partir do terceiro colocado, Roraima, que fechou o saldo em -331. Ainda de acordo com o Ministério, o pior resultado em números gerais foi em São Paulo. O estado fechou 364.470 postos de trabalho. 

 

Dados nacionais

 

Dados do Novo Caged mostram que, em junho, o mercado formal de trabalho brasileiro apresentou melhora em relação a maio. Junho teve 16% menos desligamentos (166.799) e 24% mais admissões (172.520) do que maio. Com isso, o saldo do mês ficou negativo em 10.984 vagas, número inferior ao registrado em maio (-350.303). Em junho, foram 895.460 admissões e 906.444 desligamentos. Em maio, os números foram 722.940 e 1.073.243, respectivamente.

 

Com relação a abril, pior mês em termos das admissões, houve um incremento de 43% e queda de 41% nas demissões. No acumulado do ano, o saldo do emprego formal fechou o primeiro semestre negativo em 1.198.363, resultado de 6.718.276 admissões e 7.916.639 desligamentos. A quantidade total de vínculos ativos com carteira assinada ficou em 37.611.260. E o salário médio de admissão em junho foi de R$ 1.696,92.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet