Esportes Segunda-Feira, 10 de Junho de 2019, 10h:46 | - A | + A

SUPREMACIA

Com Cristiano Ronaldo, Portugal bate Holanda, fatura Liga das Nações e ganha 2ª taça europeia em 3 anos

Atual campeã europeia, Portugal venceu a Holanda por 1 a 0, neste domingo, no estádio do Dragão, na Cidade do Porto

ESTADÃO CONTEÚDO

Reprodução Facebook/ Cristiano Ronaldo

Cristiano Ronaldo

 

Atual campeã europeia, Portugal venceu a Holanda por 1 a 0, neste domingo, no estádio do Dragão, na Cidade do Porto, e faturou o título da Liga das Nações da Uefa. Com o troféu, a seleção portuguesa festeja o seu segundo troféu continental em três anos, pois  ganhou a Eurocopa em 2016, na França, derrotando os atuais campeões mundiais na luta pelo título naquela ocasião.

 

O único gol do jogo foi marcado pelo atacante Gonçalo Guedes, aos 15 minutos da etapa final, e também colocou fim ao sonho da Holanda de conquistar o seu primeiro troféu europeu desde 1988, quando triunfou na Eurocopa realizada na Alemanha Ocidental por meio de um grande time que contava com nomes como Van Basten, Frank Rijkaard e Ruud Gullit.

 

Grande nome português nas semifinais, na última quarta-feira, quando marcou os três gols na vitória por 3 a 1 sobre a Suíça, Cristiano Ronaldo desta vez não deixou a sua marca, mas deu muito trabalho aos defensores holandeses e foi participativo durante todo o confronto deste domingo.

 

Em 2016, o atacante foi protagonista na histórica campanha que terminou com o inédito título da Eurocopa para a seleção portuguesa, que na decisão obteve uma vitória por 1 a 0 sobre a anfitriã França, dois anos antes de o time comandado por Didier Deschamps dar uma gloriosa volta por cima ao faturar o Mundial de 2018,

 na Rússia.

 

Essa também foi a terceira final continental disputada por Cristiano Ronaldo, que aos 19 anos, também em solo português como agora, amargou um vice-campeonato  da Eurocopa em 2004. Naquela ocasião, a seleção então dirigida por Luiz Felipe Scolari foi derrotada por 1 a 0 pela Grécia na decisão, em Lisboa, para a decepção 

da grande maioria dos 62.865 torcedores que estavam no estádio da Luz.

 

No primeiro tempo da decisão deste domingo, as duas seleções sofreram para criar jogadas ofensivas e Ronaldo, bem marcado, não conseguia espaço para finalizar contra a meta holandesa. E a primeira oportunidade mais perigosa de gol só veio ocorrer aos 29 minutos do primeiro tempo, quando Semedo tocou para Bruno Fernandes, que soltou a bomba de fora da área e exibiu boa defesa de Cillessen, que espalmou para fora.

 

E Ronaldo também obrigou o goleiro holandês a trabalhar aos 40 minutos, quando o astro da Juventus cortou para o meio e finalizou para nova defesa de Cillessen.

 

Na volta para a etapa final, o técnico Ronald Koeman promoveu a entrada de Promes no lugar de Babel para dar nova dinâmica ao ataque holandês, que chegou na frente com maior perigo pela primeira vez neste período do jogo aos 11 minutos. Depay fez boa jogada, ganhou disputa com o defensor Fonte e cruzou. A bola desviou no caminho, 

mas Rui Patrício se esticou para fazer a defesa.

 

E pouco depois, aos 15 minutos, Portugal encontrou o caminho do gol. Bernardo Silva recebeu uma bola pela esquerda e tocou para o meio para Gonçalo Guedes. O atacante, na entrada da área, poderia acionar Ronaldo pela direita, mas preferiu soltar a bomba no canto esquerdo de Cillessen, que ainda tocou na bola, mas não evitou a entrada 

da mesma em sua meta.

 

Depois disso, a Holanda exerceu forte pressão sobre os portugueses e criou boas oportunidades para empatar o duelo, mas seguia parando na segurança de Rui Patrício, 

que voltou a praticar boa intervenção em cabeçada de Depay, aos 19 minutos. Em seguida, aos 30, o goleiro viu a bola passar muito perto de sua meta após uma finalização 

forte de De Roon.

 

Portugal sofreu até o fim para segurar o placar e passou a jogar nos contra-ataques. Em raro lance ofensivo dos donos da casa nos últimos minutos, Cristiano Ronaldo  bateu falta de longe, mas sem a direção ideal. Mas o título já estava muito próximo e foi só administrar o placar para comemorar mais uma taça europeia.

 

FICHA TÉCNICA

 

PORTUGAL 1 X 0 HOLANDA

 

PORTUGAL - Rui Patrício; Nelson Semedo, Ruben Dias, José Fonte e Raphael Guerreiro; Bernardo Silva, Danilo Pereira, William Carvalho (Rúben Neves) e Bruno Fernandes 

(João Moutinho); Gonçalo Guedes (Rafa Silva) e Cristiano Ronaldo. Técnico: Fernando Santos.

 

HOLANDA - Cilessen; Dumfries, De Ligt, Van Dijk e Daley Blind; De Roon (Luuk de Jong), Frenkie De Jong e Wijnaldum; Bergwijn (Van de Beek), Depay e Babel (Promes). 

Técnico: Ronald Koman.

 

GOL - Gonçalo Guedes, aos 15 minutos do segundo tempo.

 

ÁRBITRO - Alberto Undiano Mallenco (ESP). 

 

CARTÃO AMARELO - Dumfries (Holanda).

 

PÚBLICO E RENDA - Não disponíveis.

 

LOCAL - Estádio do Dragão, na Cidade do Porto (POR).

 

 

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet