Esportes Domingo, 02 de Agosto de 2020, 20h:53 | - A | + A

MAIS UM GRE-NAL

Grêmio sofre, mas vence Novo Hamburgo e decidirá returno contra o Internacional

Lembrando que o vencedor pega o Caxias na grande Final do Campeonato Gaúcho, já que o Caxias venceu o primeiro turno da competição

ESTADÃO CONTEÚDO

Pareceu que seria fácil no início, mas o Grêmio enfrentou grandes dificuldades para vencer um valente Novo Hamburgo por 4 a 3, na noite deste domingo, pela semifinal do segundo turno do Campeonato Gaúcho.

Diego Souza (2), Maicon e Luciano balançaram as redes para o time tricolor. A equipe do interior havia buscado o empate em duas oportunidades, com gols de Zé Mário (2) e Kayron.

Reprodução/ Facebook Inter (Ricardo Duarte)

Grêmio e Inter

 

A decisão do returno será contra o Internacional, na quarta-feira (05). Mais cedo, o arquirrival havia garantido a vaga ao despachar o Esportivo por 4 a 0 no estádio Beira-Rio. Este será o quarto Gre-Nal da temporada, com duas vitórias gremistas e um empate até o momento. Lembrando que o vencedor pega o Caxias na grande Final do Campeonato Gaúcho, já que o Caxias venceu o primeiro turno da competição.

O JOGO - Com a autorização da Prefeitura de Porto Alegre, o time do técnico Renato Gaúcho voltava para casa depois de 140 dias - o clube vinha mandando as partidas das fases anteriores em estádios do interior.

Seguindo a tendência já estabelecida por outros clubes nesta época de jogos com portões fechados, o Grêmio espalhou faixas pela Arena e reproduziu áudios gravados no sistema de som do estádio para ditar o clima da partida.

Nesse ambiente, o Grêmio precisou de apenas um minuto para marcar território e demonstrar o favoritismo na disputa. Após cruzamento da direita, Everton Cebolinha dominou no peito e ajeitou na medida para Diego Souza abrir o placar. Aos 22 minutos, Maicon pegou uma sobra dentro da área e ampliou a vantagem.

O Novo Hamburgo até criou boas oportunidades, com Juba e Matheus Lagoa, mas a situação parecia bem controlada pelo time da casa. Só parecia. Com eficiência em lances pontuais, os visitantes conseguiram igualar o duelo ainda na etapa inicial.

Aos 30 minutos, Zé Mário descontou em cobrança de falta. E o empate veio logo depois, com Kayron concluindo jogada iniciada em erro de Matheus Henrique na saída de bola. Um susto para deixar os gremistas preocupados e o técnico Renato Gaúcho furioso.

O Grêmio voltou mais ligado do vestiário. Diego Souza chegou a balançar a rede logo aos 2 minutos, mas a jogada foi parada por falta de ataque.

Em noite inspirada, o camisa 9 ainda exigiu uma grande defesa do goleiro Jacsson, aos 5 minutos, antes de colocar o Grêmio novamente à frente do placar. Aos 13, Guilherme Guedes cruzou na medida e o centroavante recebeu livre na marca do pênalti para desempatar.

O susto do primeiro tempo ainda se repetiu. Demonstrando muita bravura, o Novo Hamburgo voltou a buscar o empate, com Zé Mário convertendo pênalti cometido por Jean Pyerre sobre Chicão.

Nos momentos finais, porém, a sorte sorriu para o Grêmio, justamente em um dos piores momentos da equipe na partida. Quando o jogo parecia caminhar para uma disputa por pênaltis, a zaga visitante bateu cabeça e a bola sobrou limpa para Luciano decretar a classificação.

 

INTERNACIONAL 4 X O ESPORTIVO

 

De volta ao Beira-Rio, o Internacional mostrou a diferença que faz um bom gramado e garantiu a classificação para a final do segundo turno do Campeonato Gaúcho na tarde deste domingo, ao golear o Esportivo, por 4 a 0.

O início do Internacional foi arrasador e a vaga havia sido encaminhada já nos primeiros 13 minutos, quando o time comandado por Eduardo Coudet já ganhava por 3 a 0.

Agora, o Internacional aguarda o adversário da final, que vai sair do confronto entre Grêmio e Novo Hamburgo, na noite deste domingo, na Arena do Grêmio.

O Internacional precisou de apenas um minuto para abrir o placar Edenilson cruzou e Thiago Galhardo chegou finalizando para o gol. O segundo quase saiu aos quatro, quando Marcos Guilherme bateu rasteiro e o experiente Renan defendeu sem dar rebote.

A pressão colorada continuava e o placar foi ampliado aos 11. Marcos Guilherme chutou e contou com ajuda de Renan para marcar. O Esportivo não respirava. Dois minutos depois, Thiago Galhardo desarmou João Pedro e tocou para Guerrero fazer o terceiro.

Mesmo com a vaga para a final encaminhada, o Inter não diminuiu o ritmo. Aos 23, Boschilia exigiu grande defesa de Renan. Depois da parada técnica, o time colorado tirou um pouco o pé do acelerador. Mas o Esportivo só chegava nas bolas aéreas.

Aos 38, Guerrero recebeu de Boschilia e bateu para mais uma boa defesa de Renan. Ainda antes do intervalo, o Inter teve outra oportunidade. Boschilia tabelou com Galhardo e finalizou por cima.

Como a vitória estava encaminhada, o técnico Eduardo Coudet voltou com três alterações para o segundo tempo. Víctor Cuesta, Thiago Galhardo e Guerrero foram substituídos por Zé Gabriel, D'Alessandro e William Pottker, respectivamente.

A primeira chance de etapa final foi criada pelo Esportivo. João Pedro cruzou, a bola passou por Bruno Fuchs e Flávio Torres quase completou. A qualidade técnica, porém, fez a diferença e o Internacional marcou o quinto aos 14 minutos.

William Pottker recebeu de Patrick e deu passe preciso para Boschilia finalmente marcar depois de inúmeras tentativas no primeiro tempo. Aos 18, Sapeka ia saindo em direção ao gol e foi puxado por Saravia, que acabou expulso.

Tranquilo na partida, o Internacional passou a valorizar a posse da bola, deixando o tempo passar. O time colorado ainda reclamou de um pênalti não marcado em Zé Gabriel já nos acréscimos.

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet