Geral Quarta-Feira, 09 de Outubro de 2019, 13h:36 | - A | + A

SEM DOCUMENTAÇÃO

Agência de mineração interdita quatro barragens de rejeitos em MT

O estado é o terceiro que mais teve barragens interditadas. Antes dele estão apenas Minas Gerais e Rondônia.

Da redação

Com Estadão Conteúdo

(Foto: Reprodução)

Barragem.jpeg

 

A Agência Nacional de Mineração (ANM) informou que 54 barragens foram interditadas porque não enviaram ou não atestaram a Declaração de Condição de Estabilidade (DCE) exigida dessas estruturas, destas, quatro ficam em Mato Grosso, nos municípios de Nova Xavantina e Poconé.  O documento é obrigatório para as 423 barragens inseridas na Política Nacional de Segurança de Barragens e devia ser entregue até 30 de setembro. 

 

"As barragens interditadas e sem DCE estão sendo monitoradas de perto e diariamente pelos agentes da ANM", informou Luiz Paniago, gerente de Segurança de Barragens de Mineração da ANM, por meio de nota.

 

Ao todo, 369 mineradoras enviaram DCE atestando a estabilidade de suas estruturas para depósito de rejeitos, 21 entregaram declaração não atestando a estabilidade das barragens e 33 não enviaram as DCE. Quando não enviam a DCE, pressupõe-se que a estrutura não tem a estabilidade atestada. A maioria destas interdições está relacionada a barragens inativas, que não recebem mais material.

 

A Declaração de Condição de Estabilidade é elaborada pela própria empresa e precisa ser enviado à ANM duas vezes ao ano: nos meses de março (01 a 31/03) e setembro (01 a 30/09). Na primeira etapa, quem declara a DCE e atesta a estabilidade é o empreendedor. Ele tem a opção de fazer na própria empresa ou contratar uma consultoria externa. Já na segunda entrega, segundo a ANM, a empresa é obrigada a contratar uma consultoria externa. Quando o empreendedor não entrega a DCE, o sistema gera automaticamente uma multa e a barragem é interditada.

 

Das 53 barragens de mineração que não tiveram a estabilidade atestada em março de 2019, 36% (19 barragens de mineração) tiveram a estabilidade atestada neste último envio e 64% (34 barragens) continuaram sem DCE que atestasse sua estabilidade. Por sua vez, foram recebidas na campanha de setembro, 20 DCEs de barragens que não atestaram a estabilidade, que na campanha anterior (março/2019) haviam sido atestadas.

 

Mato Grosso é o terceiro estado que mais teve barragens interditadas. Antes dele estão somente Minas Gerais (33) e Rondônia (5).

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet