Geral Quinta-Feira, 15 de Agosto de 2019, 10h:57 | - A | + A

VOLTA ÀS AULAS

Calendário letivo será discutido nas escolas estaduais

Proposta que prevê aulas em todos aos sábados até fevereiro de 2020 não foi bem recebida por alguns professores

Safira Campos

DA REDAÇÃO

(Foto: Governo do Estado de Mato Grosso)

governo do estado.jpg

 

A greve dos profissionais da rede estadual de educação teve fim na última sexta-feira (9), após assembleia geral da categoria. Após 75 dias de paralisação, o desafio agora é, em conjunto com as comunidades escolares, apresentar um novo calendário letivo. A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) encaminhou às escolas um documento de orientação em que sugere que as aulas de 2019 sejam finalizadas por volta de 15 de fevereiro de 2020. 

 

A sugestão, entretanto, não foi bem vista por parte dos professores e do próprio Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT). Para que o prazo seja cumprido, será necessário que as escolas tenham aulas todos os sábados até fevereiro do próximo ano, o que pode ser cansativo para os profissionais e alunos. É o que diz o professor da rede estadual Robinson Cireia, que leciona na escola estadual Dr. Estevão Alves Corrêa, do bairro Tijucal. 

 

“O calendário será discutido com a comunidade escolar, mas o que foi proposto pela Seduc não é viável. Aulas todos os sábados resultam em salas de aula vazias, ou com dois ou três alunos, nós sabemos porque já tivemos experiências anteriores. Leciono em uma escola que tem aulas à noite. Além disso,  o próprio sindicato indica o fato de que aumentar um dia a mais todas as semanas, não é algo previsto em lei, já que necessariamente aumenta a jornada de trabalho do profissional”, afirmou Cireia. 

 

De acordo com a Seduc, os professores e técnicos terão que repor ao todo 42 dos 75 dias de greve, já que  33 dos dias paralisados foram sábados, domingos e feriados, que não contam como dias letivos. Ainda de acordo com o documento enviado pela pasta às escolas, logo após 15 de fevereiro, haverá um período de férias de 30 dias. O ano letivo de 2020 para essas escolas deveria começar na segunda quinzena de março.

 

Pagamento dos salários 

 

Quanto aos salários dos servidores que tiveram o ponto cortado, o Governo do Estado fará o pagamento dos dias de reposição referente aos meses de maio e de junho em uma folha complementar no dia 20 de agosto. Os salários dos meses de julho e agosto serão acrescentados na folha de agosto, que será paga no dia 10 de setembro.

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Kely - 17/08/2019

At dia 20/08 ser? Muitos servidores da educao ainda esto sem holerite disponvel no sistema,.E a escola j recebeu informao da tcnica responsvel que talvez no consiga pagar todos at o dia combinado. E agora governador, ser confirmado mais uma vez,que o senhor no cumpre o que promete?

1 comentários

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet