Geral Quinta-Feira, 19 de Novembro de 2020, 11h:05 | - A | + A

PERIGO

Cerca de 25% dos mato-grossenses dirigiram após beber em 2019, aponta pesquisa

Proporção chega a 31,4% entre homens. Mato Grosso ocupa 1º lugar no ranking do Centro-Oeste.

Safira Campos

Da Redação

Governo de Mato Grosso

bafômetro, lei seca, beber e dirigir

 

Um quarto dos motoristas em Mato Grosso assumiram o risco de dirigir após o consumo de bebidas alcóolicas no ano passado, conforme estudo divulgado nesta quarta-feira (18.11). Esse é um dos resultados apresentados pela Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em convênio com o Ministério da Saúde, com dados sobre a percepção do estado de saúde e estilos de vida dos brasileiros. 

 

Conforme a pesquisa, ao todo, 24,8% dos mato-grossenses de 18 anos ou mais  conduziram carro ou motocicleta após o consumo de bebida alcoólica, independentemente da quantidade. Se observado apenas o grupo masculino, a pesquisa aponta uma proporção ainda maior: 31,4%. Entre as mulheres as que assumem ter feito o mesmo somam 8,6%. 

 

Os dados colocam Mato Grosso em uma situação preocupante, ocupando o primeiro lugar no ranking do Centro-Oeste. Mato Grosso do Sul (20,5%), Goiás (15,9%) e Distrito Federal (13,3%) têm índices menores, levando a 18,2% o índice regional. Em comparação com o cenário nacional, o resultado mato-grossense também mostra-se bastante superior. A pesquisa aponta que 17,0% dos brasileiros beberam antes de dirigir em 2017. o equivalente a 7,2 milhões de pessoas. Essas taxas foram maiores entre homens (20,5%) do que entre as mulheres (7,8%).

 

A proporção variou nas outras regiões de 14,8% no Sul e no Sudeste, passando por 21,5 no Nordeste, até os 23,4% do Norte. O ato de dirigir carro ou motocicleta após ingerir bebidas alcoólicas foi mais frequente na área rural (22,5%) do que na urbana (16,2%). Entre os grupos etários, esse hábito foi mais prevalente entre os condutores com entre 25 e 39 anos de idade (21,2%), e a menor proporção foi a dos idosos (60 anos ou mais de idade, 11,0%).

 

Na capital

 

Em Cuiabá, segundo a PNS, 17% dos cidadãos de 18 anos ou mais  conduziram carro ou motocicleta após o consumo de bebida alcoólica, independentemente da quantidade. Entre os homens, a proporção chegou a 20,2% e entre as mulheres, ficou em 7,8%. O índice coloca Cuiabá acima da média registrada entre as capitais do Centro-Oeste (15,9%), mas atrás de Campo Grande, onde 24,2% das pessoas confirmaram a conduta. 

 

Leia mais

Consumo de bebidas alcoólicas cresce em MT e fica acima da média nacional

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet