Geral Quarta-Feira, 01 de Abril de 2020, 17h:01 | - A | + A

PROFISSIONAIS DE SAÚDE

Conselho de Enfermagem publica nota de repúdio a edital lançado pelo Estado

Entidade considera que remuneração oferecida evidencia a desvalorização e a secundarização com a qual o poder público trata a categoria.

Da Redação

Agência Brasil

enfermeira enfermagem enfermeiro.jpg

 

O Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso (Coren-MT) publicou uma nota de repúdio ao edital lançado pelo Governo do Estado para contratação de profissionais de saúde. A remuneração oferecida foi criticada pela entidade representativa, que considerou que o valor evidencia a desvalorização e a secundarização com a qual o poder público trata a categoria. 

 

No edital publicado na última segunda-feira (30), a Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso (SES-MT) oferece os valores de R$ 300 e R$ 162 para enfermeiro e técnico de enfermagem, respectivamente, para cada plantão de 12 horas, “nas mais insalubres condições de trabalho”, destaca a carta de repúdio divulgada na terça-feira. 

 

“Os questionamentos que ficam é o quanto vale o trabalho técnico especializado de enfermagem neste contexto? Qual o parâmetro utilizado pela Gestão do Estado ao definir tal remuneração? Já não é o bastante as condições de trabalho que nos são oferecidas? Não foi considerado o contexto do trabalho e o risco de não sobrevivermos para receber a miséria que nos oferecem? Quanto nos custaria cuidar da nossa própria saúde frente ao risco iminente de adoecimento no trabalho?”, aponta o Coren.

 

O edital foi lançado em meio a denúncias de condições precárias de trabalho em várias unidade de saúde do Estado e após o surgimento dos primeiros casos de profissionais da saúde do estado a serem afastados de seus postos de trabalho por suspeita de Covid-19. 

 

A nota é encerrada com um pedido para que o edital seja retificado. “São questionamentos que nascem da indignação e do sentimento de desvalorização e de secundarização de um trabalho que hoje, mais do que nunca, será tão essencial para a manutenção da vida e para a proteção da sociedade! O Edital em questão parece nos mostrar que o poder público pouco valoriza os profissionais de enfermagem na linha de frente, ou não tem qualquer consciência do seu valor”.

 

A redação entrou em contato com a SES e aguarda um posicionamento da pasta. 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet