Geral Quarta-Feira, 13 de Novembro de 2019, 11h:27 | - A | + A

IBGE

Em MT, renda salarial de pretos e pardos é cerca de 23% menor que de brancos

Desigualdade é ainda maior em Cuiabá, chegando a quase 1/4 de diferença.

Safira Campos

Da Redação

(Foto: Christiano Antonucci / Governo de Mato Grosso)

Trabalhador negro.jpg

 

Em estudo divulgado nesta quarta-feira (13), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta que ainda é grande a diferença salarial entre raças no Brasil. Seguindo o cenário nacional, a população de cor ou raça preta ou parda de Mato Grosso constitui a maior parte da força de trabalho, mas ainda recebe salários consideravelmente inferiores aos da população branca. 

 

A pesquisa mostra que em 2018 a média salarial dos brancos no estado era R$ 2.667, enquanto dos pretos ou pardos era R$ 2.045, cerca de 23,32% menor. A diferença fica ainda mais evidente se comparados os salários médios na capital. Brancos ganham em média cerca de R$ 3.485 em Cuiabá, quase 25% a mais que os pretos ou pardos, que ganham R$ 2.638. 

 

Apesar de ruins os resultados matogrossenses, a conjuntura nacional apresenta-se ainda pior. A média salarial do brasileiro branco é R$ 2.796, enquanto o preto ou pardo recebe cerca de R$ 1.608, total aproximadamente 42% inferior. 

 

O relatório ainda aponta que a desvantagem dos negros se mantém mesmo quando considerado o recorte por nível de instrução. A taxa composta de subutilização da força de trabalho, por exemplo, é maior entre as pessoas de cor ou raça preta ou parda, qualquer que seja o nível considerado, sendo essa diferença relativamente menor entre aquelas que possuem o ensino superior completo.

 

A informalidade no mercado de trabalho está associada, muitas vezes, ao trabalho precário ou à falta de acesso a algum tipo de proteção social, que limita o acesso a direitos básicos, como a remuneração pelo salário mínimo e a aposentadoria. Em Mato Grosso, a taxa de subutilização da população branca é de 11,6, enquanto da população preta ou parda é de 16,3. A diferença se mantém para Cuiabá, com a taxa em 13,7 para os brancos e 15,8 para os pretos ou pardos. 

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet