icon clock h

Sexta-Feira, 23 de Abril de 2021, 13h:55 | - A | + A

UNIVERSIDADE

Indicador aponta UFMT entre as melhores instituições de ensino superior do país

A UFMT atingiu a conceito 4, em um indicador que varia de 0 a 5.

Safira Campos

Da Redação

UFMT

UFMT.jpg

 

O Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição 2019 (IGC), divulgado pelo Ministério da Educação (MEC) e pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) nesta sexta-feira (23.04) apontou que a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) está entre as melhores instituições de ensino superior do país. A UFMT atingiu a conceito 4, em um indicador que varia de 0 a 5.

 

Conforme os resultados divulgados pelo MEC, a nota obtida pela UFMT deve-se principalmente aos conceitos obtidos pelos cursos de mestrado e doutorado da instituição, que foram, respectivamente, 4,29 e 4,67 em 2019. Nesta mesma edição a graduação pontuou 2,92. Os números colocam a UFMT entre as 25% melhores instituições de ensino do Brasil. Apenas 515, das 2091, instituições avaliadas tiraram notas 4 ou 5 no indicador. 

 

A Universidade do Estado de Mato Grosso (UFMT) também aparece na avaliação, com o conceito 3. Também no caso da estadual são os conceitos obtidos pelos programas de pós-graduação que garantem o resultado da instituição. Os cursos de mestrado atingiram a nota 4,38 e os doutorados 4,50. 

 

Das 106 instituições de educação superior públicas federais com o Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC) 2019, 71% atingiram os conceitos 4 e 5 do indicador. Ao todo, os resultados foram calculados para 2.070 instituições (públicas e privadas), considerando os 24.145 cursos avaliados entre 2017 e 2019. 

 

Do total de instituições que participaram desta edição, 87,1% (1.801) são privadas e 12,9% (269), públicas. A maioria (73,1%) é composta por faculdades, seguida dos centros universitários (15,6%) e das universidades (9,4%). Por fim, estão os institutos federais e centros federais de educação tecnológica, que, juntos, representam 1,9% das instituições de ensino com o índice atribuído nesta edição. A concentração na faixa 3 abarcou mais da metade das instituições avaliadas (63,77%).

 

Mais sobre o indicador

 

Como indicador de qualidade, o IGC integra o conjunto de procedimentos e instrumentos diversificados que avalia as instituições de ensino, de acordo com o que prevê a Lei do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). O índice tem relação direta com o ciclo avaliativo do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), que mensura, entre outros aspectos, o rendimento dos concluintes dos cursos de graduação. Para ter o IGC calculado, a instituição deve possuir, no mínimo, uma graduação com Conceito Preliminar de Curso (CPC) atribuído no triênio de referência do Enade. De 2017 a 2019, o exame avaliou cursos de cem áreas do conhecimento.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS




Informe Publicitário






NEWSLETTER

Cadastre-se e fique por dentro dos últimos acontecimentos e relatos do pnbonline.