Geral Quinta-Feira, 20 de Junho de 2019, 14h:34 | - A | + A

DECISÃO DA OAB-MT

João Emanuel, ex-presidente da Câmara de Cuiabá, perde o direito de advogar

O ex-presidente ficou detido por 2 anos, acusado de corrupção, formação de quadrilha, estelionato e outros crimes.

Da Redação

Reprodução

João Emanuel

 

O ex-presidente da Câmara de Cuiabá, o agora, ex- advogado João Emanuel Moreira Lima, foi proibido de exercer a profissão pelo Tribunal de Ética de Disciplina (TED) da Ordem dos Advogados Seccional Mato Grosso (OAB-MT). A decisão é do dia 14 de junho.

 

Ele é acusado de não cumprir o artigo 8 da lei 8.906/94, que prevê que o advogado tenha idoneidade. João Emanuel foi apontado como não tendo condições de desempenhar o cargo.

 

O ex-presidente ficou detido por 2 anos, acusado de corrupção, formação de quadrilha, estelionato e outros crimes. 

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet