Geral Quarta-Feira, 12 de Junho de 2019, 16h:33 | - A | + A

MEIO AMBIENTE

Moradores do Jardim Vitória denunciam atuação irregular de empresa na região

Procedimentos da companhia causam cortina de fumaça, que além do mau cheiro, gera tosse e mal estar na população.

Safira Campos

DA REDAÇÃO

Lucieder Luz

page.jpg

 

Moradores do bairro Jardim Vitória, em Cuiabá, estão incomodados com a atuação da empresa Eco Ambiental na região. Segundo relatos, a companhia realiza trituração e queima de resíduos da construção civil, próximo a casas, apartamentos e à escola Fundação Bradesco. O resultado dos procedimentos é uma alta quantidade de poeira que, além do mau cheiro, quando inalada pelos moradores causa tosse e mal estar.

De acordo com Lucieder Luz, líder comunitário da região, o problema ocorre há pelo menos quatro anos e é prejudicial à saúde de quem mora ao entorno: “é uma cortina de fumaça pesada e de mau cheiro. Acredito que seja tóxico, pois causa mal à população. Eles jogam entulho e fazem o procedimento de trituração e queima. É uma situação que já ocorre há algum tempo e sabemos que é irregular”, pontuou.

Em contato com a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (SMADES), fomos informados que natureza do caso seria de competência da Secretaria de Ordem Pública (SORP), que por sua vez indicou o Ministério Público como responsável.  

Os moradores já registraram formalmente a denúncia junto ao Ministério Público de Mato Grosso (MP/MT), que instalou um procedimento investigatório há cerca de um ano. Entretanto, em contato com a assessoria do procurador Gerson Barbosa, responsável pelo caso, fomos informados que a investigação ainda está em andamento e não há previsões para sua conclusão.

O QUE DIZ A EMPRESA

A redação entrou em contato com a Eco Ambiental e fomos informados que a empresa trabalha em regime de concessão. A Prefeitura de Cuiabá encaminha resíduos de construção civil para processamento. De acordo com Fábio Cândia, sócio-proprietário da empresa, a unidade do Jardim Vitória não recebe mais novos resíduos e só processa os que já estão no local desde 2012. Ainda segundo Fábio, não é de conhecimento da empresa denúncia ou reclamação de incômodo.  

-->

NEWSLETTER

Cadastre-se e fique por dentro dos últimos acontecimentos e relatos do pnbonline.

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet