Geral Segunda-Feira, 29 de Junho de 2020, 19h:28 | - A | + A

PANDEMIA

MT chega a 590 óbitos e ultrapassa 15 mil casos de covid-19

Nas últimas 24 horas foram registradas mais 34 mortes decorrentes da doença no Estado.

Da Redação

Com assessoria

vítima de covid servidora.jpg

 Servidora Rosângela Nascimento trabalhava na Setasc e é mais uma vítima da covid-19 em MT

Mato Grosso registrou nesta segunda-feira 15.328 casos confirmados da covid-19 e 590 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. As 34 mortes mais recentes envolveram residentes de Barra do Garças, Várzea Grande, Sinop, Cuiabá, Confresa, Vila Bela da Santíssima Trindade, Nova Mutum, Jangada, General Carneiro e Campo Novo do Parecis.

 

Dentre os 20 municípios com maior número de casos de covid-19 estão Cuiabá (3.740), Várzea Grande (1.252), Rondonópolis (1.195), Sorriso (654), Primavera do Leste (606), Tangará da Serra (571), Lucas do Rio Verde (498), Nova Mutum (423), Sinop (392), Campo Verde (332), Pontes e Lacerda (315), Confresa (311), Cáceres (263), Barra do Garças (208), Campo Novo do Parecis (200), Colíder (181), Querência (177), Sapezal (169), Alta Floresta (152) e Nossa Senhora do Livramento (150).

 

Entre as vítimas mais recentes estão o médico pediatra Reinaldo Rodrigues, de 73 anos, o sargento Edvaldo Silva e Souza, de 58 anos, e a servidora Rosângela Camargo Nascimento, que trabalhava na Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania. Todos foram vítimas do novo coronavírus.

 

Dos 15.328 casos confirmados da covid-19 em Mato Grosso, 8.735 estão em isolamento domiciliar e 5.419 estão recuperados. Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a covid-19 há 217 internações em UTI e 274 em enfermaria. Isto é, a taxa de ocupação está em 90,4% para UTIs e em 42,1% para enfermarias.

 

Recomendações

 

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

 

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

 

- Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

- Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

- Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

- Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

- Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet