icon clock h

Quinta-Feira, 25 de Fevereiro de 2021, 17h:06 | - A | + A

COMBATE AO CORONAVÍRUS

MT registra mais 31 mortes por covid em 24 horas

Taxa de ocupação está em 83% para UTIs adulto e em 39% para enfermarias.

Redação

Com assessoria

Agência Brasil

hospital entubar covid coronavirus medico.jpg

 

O Governo do Estado registrou mais 31 mortes de pacientes vítimas da covid-19 nas últimas 24 horas. A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quinta-feira (25.02), 248.444 casos confirmados da covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 5.747 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado desde o início da pandemia.

 

As mortes mais recentes foram registradas nas seguintes cidades: Cuiabá, Araputanga, Barra do Garças, Denise, Nobres, Poconé, São José dos Quatro Marcos, Pontal do Araguaia, Sapezal, Tangará da Serra, Juara, Sinop, Várzea Grande e Barra do Bugres. As vítimas tinham entre 27 e 87 anos de idade.

 

Dos 248.444 casos confirmados da covid-19 em Mato Grosso, 8.799 estão em isolamento domiciliar e 232.678 estão recuperados. Entre casos confirmados, suspeitos e descartados, há 370 internações em UTIs públicas e 343 em enfermarias públicas. A taxa de ocupação está em 83,90% para UTIs adulto e em 39% para enfermarias adulto.

 

Dentre os dez municípios com maior número de casos de covid-19 estão: Cuiabá (53.239), Rondonópolis (19.003), Várzea Grande (15.779), Sinop (12.767), Sorriso (10.256), Tangará da Serra (9.933), Lucas do Rio Verde (9.270), Primavera do Leste (7.331), Cáceres (5.516) e Nova Mutum (5.050).

 

Recomendações

 

Já há uma vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

 

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

 

- Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

- Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

- Evitar contato próximo com pessoas doentes;

- Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

- Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS




Informe Publicitário






NEWSLETTER

Cadastre-se e fique por dentro dos últimos acontecimentos e relatos do pnbonline.