Geral Segunda-Feira, 29 de Junho de 2020, 09h:40 | - A | + A

VÍTIMA FATAL

Pediatra é o segundo médico a falecer por covid-19 em Mato Grosso

Reinaldo Rodrigues atuava na especialidade há 35 anos e atualmente fazia parte linha de frente de combate ao novo coronavírus.

Safira Campos

Da Redação

Reprodução

pediatra.jpg

 

O pediatra Reinaldo Rodrigues, de 73 anos, é o segundo médico a se tornar vítima fatal do novo coronavírus em Mato Grosso. Ele deu entrada Clínica de Pronto Atendimento da Unimed de Cuiabá na última quarta-feira (24), em estado grave, e posteriormente foi transferido para a Amecor, mas não resistiu e faleceu neste domingo (28).

 

O Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso (CRM-MT) lamentou a perda do profissional. “Dr. Reinaldo, que trabalhou na área de pediatria durante 35 anos, e atuava na linha de frente de combate ao novo coronavírus, é o segundo médico vítima da doença em Mato Grosso. O CRM-MT e a classe médica estão enlutados. À família as nossas condolências”, informa a nota de pesar. 

 

Nas redes sociais, amigos do médico compartilharam um texto em sua homenagem. “O céu recebe em festiva emotividade o mais novo integrante do Reino Celestial, o pediatra, boêmio, poeta e cantor , Reinaldo Rodrigues de Oliveira. Foi o parceiro preferido de muitos para os trabalhos profissionais, presença iluminada nas horas das diversões e artes, tinha voz forte entoada de um coração verdadeiro e fiel aos seus companheiros”, escreveu o advogado e amigo Celso Anselmo Bicudo Paula Souza Junior. 

 

Profissionais da linha de frente 

 

Segundo o CRM-MT, 128 médicos já foram infectados pelo novo coronavírus em Mato Grosso desde o início da pandemia. Os dados levantados pelo Conselho levam em consideração informações dos próprios profissionais, comissões de ética e diretores técnicos das unidades hospitalares públicas e privadas. 

 

Em carta aberta divulgada também neste domingo, a entidade representativa fez um apelo à sociedade mato-grossense, destacando que o estado já enfrenta o momento mais crítico da doença. “A sociedade deve ter a consciência   que a flexibilização   comercial   não   é flexibilização social. Por mais que os estabelecimentos comerciais estejam dentro da normativa, o comportamento social não está de acordo (...). Precisamos assumir as rédeas do processo e fazer parte do enfrentamento do coronavírus enquanto sociedade, e junto com as autoridades sanitárias", traz a publicação. 

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet