icon clock h

Quarta-Feira, 14 de Abril de 2021, 13h:03 | - A | + A

SAÚDE

Pesquisa vai investigar adoecimento mental em estudantes da UFMT

O estudo vai contar com a participação voluntária de 300 estudantes.

Da Redação

Com assessoria

UFMT

UFMT.jpg

 

O estudante Moisés Kogien, do Programa de Pós-graduação em Enfermagem (PPGENF), está desenvolvendo uma pesquisa que visa avaliar os indicadores de adoecimento mental e comportamentos suicidas em estudantes de pós-graduação da UFMT. O estudo quer acompanhar o estado psicológico de um grupo de alunos por quatro semestres letivos, desde os primeiros meses de ingresso na Universidade. Para isso, foi elaborado um formulário online para mensurar o sofrimento psíquico de acadêmicos voluntários e, depois, acompanhá-los semestralmente para avaliar se há um aumento na gravidade dos sintomas e quais fatores estiveram associados.

 

A meta da pesquisa é acompanhar por 18 meses, por meio do instrumento online de coleta de dados, mestrandos e doutorandos que iniciaram os estudos no primeiro semestre letivo de 2021. A expectativa é que seja possível identificar se aspectos específicos da vivência da pós-graduação estão associados ao risco de adoecimento mental e entender como eles afetam os estudantes no decorrer da formação. O estudo visa alcançar em torno de 300 estudantes. Até o momento 65 se manifestaram para participar.

 

“Dessa forma nós pretendemos conseguir algumas evidências sobre a saúde mental desses estudantes que ainda não estão disponíveis na literatura, como, por exemplo, se os alunos já iniciam os estudos com indicadores de comprometimento da saúde mental, que pode ser, ou não, exacerbados durante a formação ou se começam sem prejuízos e essas altas prevalências de sintomas de ansiedade, depressivos ou comportamento suicida descritas na literatura emergem a partir da pós-graduação”, explica o autor do estudo, Moisés Kogien.

 

A avaliação do estado mental será feita por meio de instrumentos específicos e validados, que constam no formulário destinado aos acadêmicos interessados em contribuir com a pesquisa. O documento apresenta maneiras de mensurar sintomas de ansiedade, depressivos, comportamento suicida, autoestima, apoio social, renda pessoal e outros fatores. “Ao responderem a todas essas questões conseguiremos traçar um panorama da saúde mental desses alunos no início de seus cursos, e essa avaliação servirá de base para compararmos com outras medidas que serão realizadas, com esses meses estudantes, após seis, doze e dezoito meses de estudo. Isso permite avaliar se há ou não aumento da gravidade desses sintomas com o passar do tempo e, caso haja um agravamento, identificar quais fatores da pós-graduação estiveram associados a ele”, afirma.

 

Para o autor, entender esses fenômenos possibilita a proposição de medidas específicas e pontuais nos momentos de vulnerabilidade dos estudantes, além de auxiliar para que sejam implantadas ações preventivas destinadas aos pós-graduandos. “Independentemente das técnicas, processos ou metodologias que sejam aplicadas, é necessário que toda a comunidade acadêmica perceba a gravidade que o adoecimento mental representa para os estudantes e todo o ônus que ele gera para familiares e a comunidade em geral”, destaca.

 

Os estudantes interessados em participar voluntariamente da pesquisa devem preencher o formulário online, onde terão acesso ao termo de consentimento, com explicações sobre o estudo. Assim que o acadêmico confirmar a participação na pesquisa, será direcionado ao instrumento de coleta desenvolvido pelo Núcleo. Em relação ao acompanhamento semestral, cada pessoa será consultada e não há obrigatoriedade do segmento na pesquisa, desta forma, os pós-graduandos podem suspender a presença caso haja desconforto. “A participação é sigilosa e leva apenas alguns poucos minutos para responder nosso instrumento de coleta de dados”, finaliza.

 

A pesquisa teve origem a partir do Núcleo de Estudos em Saúde Mental (NESM), grupo de pesquisa vinculado ao PPGENF, coordenado pela professora Samira Reschetti Marcon.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS




Informe Publicitário






NEWSLETTER

Cadastre-se e fique por dentro dos últimos acontecimentos e relatos do pnbonline.