Geral Terça-Feira, 11 de Agosto de 2020, 10h:19 | - A | + A

PANDEMIA

Recém-formada, médica de 29 anos morre vítima de covid-19

Monique Batista tinha asma e estava internada há cerca de um mês na UTI de um hospital de Cuiabá.

Safira Campos

Da redação

Arquivo Pessoal

monique batista.jpg

 

A médica Monique Silva Batista, de apenas 29 anos, não resistiu às complicações causadas pela covid-19 e morreu nesta segunda-feira em um hospital particular de Cuiabá. Ela estava internada há cerca de um mês em uma Unidade Terapia Intensiva (UTI). A jovem deixa pai, mãe, irmã e noivo.

 

A médica era natural da cidade de Uberaba, em Minas Gerais e trabalhava há um ano no Hospital Coração de Jesus, em Campo Verde, como plantonista. Monique Batista formou-se em 2019 pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Nas redes sociais, a médica compartilhava a situação de hospitais diante do avanço da doença no país e sobre a rotina das equipes médicas.

 

“Os serviços estão cheios, as equipes cansadas (...) Nós, da linha de frente, temos trabalhado muito para que tudo saia da forma menos devastadora possível. A cada dia que passa nosso emocional, mente e corpo estão mais fadados a exaustão... Não desprezem esse tipo de esforço. Estamos ausentes para os nossos a fim de estar presente para vocês. Tenham empatia, e cuidem-se!”, compartilhou em uma rede social em junho. 

 

A prefeitura de Campo Verde lamentou a morte da médica. "Excelente profissional e um grande ser humano, doutora Monique fez parte da equipe de linha de frente no enfrentamento da doença em nosso município, tendo trabalhando na Unidade Sentinela e depois no Hospital Municipal Coração de Jesus".

 

Já o perfil oficial da Faculdade de Medicina da UFMT, relembrou o compromisso de Monique Batista com o ofício de ser médica. “A guerreira Monique travou suas últimas lutas contra a COVID-19 no interior do nosso estado. Desde o começo de toda pandemia, não se eximiu do discurso de Hipócrates até sucumbir ao que ainda não há completo domínio do homem. Como legado, nossa Monique deixa amor pelo que fazia com toda dedicação possível. Perdemos uma guerreira. Ganhamos mais uma estrela”, traz um trecho da mensagem. 

 

Até esta segunda-feira (10), o Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso (CRM-MT) contabilizou 290 médicos infectados pelo novo coronavírus e nove óbitos em decorrência da doença. Ao todo, 97 profissionais da classe médica estão em monitoramento, seis internados e 106 recuperados. 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet