Geral Quarta-Feira, 03 de Junho de 2020, 09h:06 | - A | + A

PANDEMIA

SES descarta que paciente foi infectado 2 vezes por covid-19, em Cuiabá

Um homem que disse ter contraído a doença pela segunda vez, seria um médico que atende em hospitais particulares e públicos de Cuiabá. Ele não revelou a identidade

Ana Adélia Jácomo

Da redação

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) descartou a possibilidade de um paciente ter sido infectado duas vezes pela covid-19 em Cuiabá. De acordo com os especialistas da pasta, trata-se de um caso de “recrudescência”, que é o reaparecimento mais intenso dos sintomas da doença após uma interrupção temporária dos sintomas.

 

De acordo com a secretaria, provavelmente, há uma tentativa do sistema imunológico conter a doença na etapa inicial, sem sucesso e houve novamente a expressão da doença, verificando a progressão dos sintomas.  “A Covid-19 é uma doença aguda inflamatória, metabólica sistêmica. O processo inflamatório foi mantido pela não contenção viral do próprio organismo. Vale informar que durante este período, o paciente não teve exame rt-PCR negativo, para pensar numa possível reinfecção”, esclarece a SES-MT

 

A SES ressalta que estudos sobre o novo coronavírus, SARS- CoV-2, ainda estão sendo desenvolvidos para esclarecer mais dados sobre a possibilidade de reinfecção. Os níveis de anticorpos específicos podem diminuir no corpo ao longo do tempo. “Não se sabe se a imunidade para a doença vai ser duradoura ou não, porque, é muito recente, mas é possível sim. Mais esclarecimentos em estudos sobre o tema são necessários”.

 

O paciente que afirmou ter contraído a doença pela segunda vez, seria um médico que atende em hospitais particulares e públicos de Cuiabá. O homem contratou uma assessoria de imprensa para dar visibilidade ao seu caso, no entanto, não concede entrevistas e nem revela seu nome ou fornece mais detalhes do seu caso.

 

Em nota enviada pela assessora de imprensa, o homem afirma que ele é clínico geral, e testou positivo para covid-19 pela primeira vez no dia 15 de abril, por meio de um exame de PCR. Na primeira infecção, seus sintomas foram leves e ele teve incomodo na garganta. Como fim do tratamento domiciliar o paciente retornou ao trabalho e, já não apresentava nenhum sintoma.

  

Semanas depois, o médico voltou a realizar o teste rápido no dia 12 de maio, que teve o resultado negativo, ou seja, significa que seu sistema imunológico não apresentava traços da doença. Em maio, o paciente sentiu dores nas costas e realizou uma tomografia, que mostrou que seu pulmão estava limpo.

  

No final do mês, ele começou a sentir sintomas como dores no corpo, coriza, e cansaço. No dia 25 de maio coletou um novo exame de PCR. O resultado do exame saiu nesta segunda-feira (1), no qual houve um novo positivo para Sars-Cov-2, quarenta dias depois da primeira infecção.

 

Uma nova tomografia mostrou, dessa vez, que o pulmão do paciente estava com alguns pontos do vírus. O paciente segue em isolamento domiciliar, desde que recebeu o resultado, sem ter contato com a família ou qualquer outra pessoa. O caso é avaliado pelos especialistas e o paciente deve passar por novos exames.

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet