Quinta-Feira, 10 de Junho de 2021, 08h11
PROTESTO
Centrais sindicais convocam mobilização contra "política de morte" de Bolsonaro
Segundo as centrais, os atos serão realizados em locais de trabalho e terminais de transporte público com respeito aos protocolos sanitários a fim de evitar a disseminação do novo coronavírus.

Estadão Conteúdo

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Presidente Jair Bolsonaro

 

Centrais sindicais convocaram manifestação para o dia 18 de junho, entre outras bandeiras, contra o que classificaram de "política da morte" do presidente Jair Bolsonaro. Em nota divulgada na terça (08.06), o coletivo de nove associações pede o "Fora Bolsonaro", auxílio emergencial de R$ 600, vacinas contra a covid-19 a todos os brasileiros e a extensão do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e Renda. O movimento se diz também contra a reforma administrativa.

 

Segundo as centrais, os atos serão realizados em locais de trabalho e terminais de transporte público com respeito aos protocolos sanitários a fim de evitar a disseminação do novo coronavírus. "As mobilizações de 18 de junho também servirão à orientação sobre a importância de trabalhadores e trabalhadoras cumprirem esses protocolos sanitários no dia seguinte, 19 de junho, durante protesto nacional contra o presidente Bolsonaro. As Centrais Sindicais apoiam o protesto de 19 de junho", comunicou.

 

"A pandemia de Coronavírus, que já tirou a vida de quase meio milhão de brasileiros e brasileiras ante a incompetência do governo federal, segue um risco à população, que deve evitar aglomerações durante protestos e manifestações. Faz parte do combate ao desgoverno Bolsonaro repudiar o obscurantismo, o negacionismo e as fake news e disseminar entre os trabalhadores e trabalhadoras a conscientização da gravidade da pandemia", conclui a nota.

 

O texto é assinado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), Força Sindical, União Geral de Trabalhadores (UGT), Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST), Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), CSP-Conlutas, Intersindical, Central Geral dos Trabalhadores do Brasil (CGTB) e Pública.


Fonte: PNB Online - Portal de Notícias MT
Visite o website: https://www.pnbonline.com.br/