Polícia Segunda-Feira, 24 de Fevereiro de 2020, 09h:01 | - A | + A

FLAGRANTE

Acidentes de trânsito lideram ranking de flagrantes de videomonitoramento

Somente em Cuiabá e Várzea Grande, 117 câmeras fazem o monitoramento das regiões centrais e periféricas

Da Redação

Com assessoria

Sesp-MT

Videomonitoramento

 

As 117 câmeras de monitoramento e OCR (sigla em inglês para Reconhecimento Óptico de Caracteres) que estão instaladas em pontos estratégicos da região central e na periferia de Cuiabá e Várzea Grande registraram 2.931 ocorrências no período de janeiro a dezembro de 2019. Do total de ocorrências, 1.786 foram flagrantes e as rotineiras nas ruas da Grande Cuiabá estão os acidentes de trânsito com vítima de lesão corporal (537), seguidos de acidentes de trânsito sem vítima (288) e incêndios em terrenos baldios (171).

 

Atualmente, o sistema de videomonitoramento do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) tem seis operadores e quatro supervisores que se revezam em turnos - manhã, tarde e noite – para monitorar as imagens. Cada operador fica responsável por até 12 câmeras.

 

Uma das ocorrências de atropelamento captadas pelos operadores ocorreu em julho, no final da manhã, na avenida Lava Pés. Uma dupla seguia em uma motocicleta quando foi atropelada por um veículo próximo ao Goiabeiras Shopping. A Polícia Militar foi acionada e se dirigiu até o local para fazer o atendimento. 

 

Outra ocorrência, também de atropelamento, envolveu uma mulher que tinha saído de um supermercado localizado na rua Barão de Melgaço. Ao atravessar na faixa de pedestre, um veículo que fazia a conversão à esquerda não conseguiu frear e atingiu a vítima.

 

“Os operadores estão aptos para identificar atitudes suspeitas e realocar as imagens para flagrar delitos criminais. Quando este tipo de imagem é captada, o operador comunica o supervisor e imediatamente a força policial é acionada”, destacou o coordenador do Ciosp, tenente coronel PM Sizieboro Elvis de Oliveira Barbosa.

 

Prevenção e repressão

 

O secretário-adjunto de Integração Operacional da Sesp, coronel PM Victor Paulo Fortes, disse que a meta da atual gestão é ampliar o videomonitoramento. Para ele, as câmeras auxiliam na prevenção e repressão aos crimes.

 

“Vamos buscar parceria para garantir a ampliação, pois é um método de trabalho que traz benefícios para a segurança pública. A atuação impede a prática do delito criminal e também reprime”, avaliou.

 

Uma das ações repressivas ocorreu em abril passado na avenida Miguel Sutil, em Cuiabá. Durante monitoramento das câmeras OCR, os operadores verificaram que uma motocicleta com registro de roubo havia passado por um dos pontos de fiscalização. De imediato, a Polícia Militar foi acionada. A moto foi apreendida e o condutor encaminhado para a delegacia.

 

Além do monitoramento nas vias públicas urbanas, o Ciosp e a Concessionária Rota do Oeste firmaram termo de cooperação para que as imagens capturadas ao longo de mais de 850 km de extensão na BR-163, por meio de 95 câmeras OCR, cheguem à central da Sesp.

 

A central do Ciosp está localizada na sede da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT).

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet