Polícia Sábado, 04 de Abril de 2020, 11h:37 | - A | + A

BRUTALIDADE EM SORRISO

Adolescente confessa ter matado menina de 13 anos porque ela estaria grávida

Da Redação

Reprodução

Anna Luiza Nunes do Carmo

Anna Luiza foi morta com golpes na cabeça 

O assassinato da adolescente de 13 anos, Anna Luiza Nunes do Carmo, chocou a cidade de Sorriso (398 Km de Cuiabá) pela crueldade. Ela foi morta com tijoladas e vários golpes de madeira na cabeça na madrugada do dia 31 de março e foi encontrada somente nesta quinta-feira (2), em um terreno baldio no bairro Jardim Itália.

 

Atualizada às 16:17 - A juíza Daiene Vaz Carvalho Goulart decretou neste sábado (4) a internação provisória do adolescente M.H.K.M., pelo prazo máximo de 45 dias, em estabelecimento penal adequado para tal fim, onde deverá permanecer durante a instrução do processo. Na decisão, a juíza recebeu a representação em face do adolescente, uma vez que há indícios de autoria e materialidade contra o representado. "Na espécie, em análise dos depoimentos e documentos colhidos na fase de investigação, verificam-se indícios suficientes de que o adolescente cometeu os fatos apontados na representação formulada pelo Ministério Público.” A juíza Daiene Goulart ressaltou ainda que as condutas praticadas pelo menor demonstram sua periculosidade e insensibilidade moral, adicionando extrema violência a um crime contra a vida, já considerado de gravidade inenarrável.

 

O principal suspeito é um adolescente de 15 anos que supostamente teria um relacionamento amoroso com a vítima. O garoto disse ao delegado da Polícia Civil, Nilson Farias, que cometeu o crime porque ela estava grávida e temia as consequências, já que ele tinha outra namorada.

 

Para se livrar das provas, ele afirmou que depois do crime ateou fogo às suas roupas. Um exame ainda deve apontar se a adolescente estava grávida, conforme ele informou.

 

O adolescente encontra-se na delegacia de Sorriso e o delegado afirmou que vai pedir a internação dele.

 

De acordo com a polícia, no dia do desaparecimento a garota utilizou o celular da sua irmã para falar com um rapaz, arrumou a cama com travesseiros para que pensassem que ela estava dormindo e saiu de casa.

 

Assim que o corpo foi localizado, a Polícia Civil iniciou as investigações que apontaram o adolescente como principal suspeito do crime. Durante o depoimento de testemunhas, a polícia descobriu que havia um relacionamento entre o suspeito e a vítima.

 

De acordo com testemunhas, antes ele estava bem fisicamente e sem lesões aparentes, porém, no dia seguinte do crime amanheceu com o tornozelo torcido, com fratura evidente e as mãos machucadas, possivelmente devido aos esforços empregados para desferir as agressões contra a vítima.

 

O crime

 

A mãe da garota registrou boletim de ocorrência na Polícia Civil na quarta-feira (1º). Ela contou à polícia que Anna Luiza foi para o quarto e dormiu. Na manhã do outro dia ela não foi encontrada na cama e havia desaparecido.

 

Câmeras de segurança registraram o momento em que a menina anda a pé pelas ruas. Aparentemente ela estava sozinha.

 

O corpo dela foi encontrado dois dias depois em um terreno no cruzamento da Avenida Los Angeles esquina com Avenida Curitiba, atrás de um ginásio.

 

Fotos da jovem foram divulgadas em grupos de rede social com o telefone da família que pedia informações.

 

A Perícia Oficial Técnica (Politec) esteve no local e informou que o corpo já estava no nesse terreno há mais de um dia e tinha sinais de espancamento.

 

Anna Luiza não estava com documentos, mas o corpo dela foi reconhecido pela mãe. Inicialmente os peritos não identificaram sinais de violência sexual.

 

A perícia deve fazer os exames necessários para comprovar a causa da morte da jovem.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet