Polícia Sexta-Feira, 08 de Novembro de 2019, 15h:05 | - A | + A

CUIDADO REDOBRADO

De forma sutil e quase imperceptível, golpe de WhatsApp faz vítimas em Cuiabá

Sem o uso de links ou vírus, criminosos invadem contas dos usuários e fazem pedidos de transferências bancárias para familiares e conhecidos da vítima.

Safira Campos

Da Redação

(Foto: Arquivo Pessoal / Reprodução)

1.jpeg

 

Mariana Alves é uma universitária de 19 anos que se considera cuidadosa no uso da tecnologia. Sempre busca fazer compras em sites que julga confiáveis e diz que de maneira alguma clica em links suspeitos. Mesmo assim, a jovem foi vítima de golpe no aplicativos de mensagens instantâneas Whatsapp. Sem o uso de nenhum link ou vírus, os criminosos invadem a conta do usuário e fazem pedido de transferência de dinheiro para familiares e conhecidos da vítima. 

 

Após a estudante publicar o anúncio de um produto no site da OLX, recebeu uma ligação afirmando que havia tido duplicidade no post, sendo necessário que ela informasse um código que seria enviado via SMS para o seu celular a fim de evitar fraudes. A vítima então informou o código que recebeu e instantes depois percebeu que sua conta de WhatsApp já estava indisponível no seu aparelho. O código em questão era a liberação para que a conta fosse instalada em outro celular. 

 

“Na hora fiquei preocupada e quando recebi o código não percebi que era do WhatsApp. Eu acabei passando a sequência para o golpista, então ele conseguiu logar na minha conta, teve total acesso ao meu celular, ao mesmo tempo em que perdia completamente. Após isso, ele começou a enviar mensagens para meus amigos e familiares se passando por mim, dizendo que eu estava precisando de transferência bancária com urgência”, relata a jovem. 

 

A universitária acredita que nenhum amigo ou familiar chegou a fazer alguma transferência, diferente do que aconteceu o também cuiabano L.A., que preferiu não ser identificado. Sua irmã fez uma transferência de R$ 1.500,00 em uma conta bancária ao receber uma mensagem pelo aplicativo em que ele supostamente pedia ajuda financeira com urgência. 

 

“Eu sempre me achei muito atenta em relação às essas questões, mas eles me ludibriaram de uma forma que acabei caindo. Tentei avisar as pessoas pela rede social. A situação toda é muito ruim e perigosa”, afirma Mariana, que registrou boletim de ocorrência e agora espera um prazo de sete dias informado pelo aplicativo para que tenha sua conta restabelecida. 

 

Primeira-dama

 

O Governo de Mato Grosso publicou uma nota esta semana informando que a primeira-dama, Virginia Mendes, também foi vítima de um golpe no Whatsapp. Um perfil falso, utilizando uma foto da esposa do governador, foi criado e está tentando aplicar golpes, pedindo transferências em dinheiro.

 

A nota relata que pessoa por trás do número falso entrou em contato com algumas pessoas próximas à primeira-dama e, sob o pretexto de que ela estaria em um workshop, pediu para fazer um pagamento a um fornecedor, alegando que o aplicativo do banco teria dado problema.

 

“A  primeira-dama Virginia Mendes já está tomando as providências necessárias e reforça que, em hipótese alguma, as pessoas que forem abordadas por este perfil devem realizar qualquer tipo de pagamento”, encerra a nota. 

 

GALERIA DE FOTOS

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet