icon clock h

Quarta-Feira, 14 de Abril de 2021, 14h:06 | - A | + A

INTERIOR DE MT

Ex-candidato a vereador é morto a tiros na frente da família

Vítima foi assassinada na casa dos pais. Ele respondia em liberdade por envolvimento em um sequestro que terminou na morte de um jovem em 2020.

Hallef Oliveira

Da redação

Reprodução

Otoniel dos Santos Cunha.jpg

 

Otoniel Santos Cunha, de 34 anos, foi morto a tiros no começo da noite desta terça-feira (13.04), na zona rural de Alta Floresta (800 km de Cuiabá). A vítima aguardava os pais para ir à igreja com eles no momento do crime. Otoniel era ex-candidato a vereador na cidade e estava sendo investigado por envolvimento em um sequestro que terminou na morte de um jovem, ocorrido em 2020.

 

Segundo as informações do boletim de ocorrência, o crime foi registrado por volta de 19h30, na residência dos pais da vítima, em uma chácara. De acordo com as testemunhas, “Tony”, como era conhecido, aguardava os pais para sairem juntos quando um homem armado se aproximou e efetuou os disparos de arma de fogo. O suspeito fugiu por um matagal e não foi mais visto.

 

Polícia Militar foi acionada e encontrou a vítima caída com muito sangue ao redor. Uma equipe do Corpo de Bombeiros também foi ao local e tentaram reanimar Tony, mas não obtiveram sucesso e a vítima morreu no local.

 

Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e Polícia Civil também estiveram presentes e deram início às investigações. Os policiais militares iniciaram diligências em busca do suspeito, mas ele não foi localizado.

 

O corpo de Tony foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade e passará por exame de necropsia. O boletim de ocorrência foi registrado e o caso está sendo investigado pela Polícia Civil da cidade.

 

Investigado por morte de jovem

 

Tony foi candidato a vereador por Alta Floresta pelo partido Podemos e durante a campanha eleitoral em 2020, chegou a preso por cerca de um mês. Ele estava sendo investigado pelo envolvimento no sequestro e morte de Uender Souza de Oliveira, de 22 anos. O crime ocorreu na cidade de Carlinda (724 km de Cuiabá).

 

Após ser liberado, Tony continuou concorrendo ao cargo de vereador, mas não foi eleito. Ele respondia o processo em liberdade.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS




Informe Publicitário






NEWSLETTER

Cadastre-se e fique por dentro dos últimos acontecimentos e relatos do pnbonline.