icon clock h

Segunda-Feira, 19 de Abril de 2021, 13h:33 | - A | + A

PESCA PREDATÓRIA

Mais de meia tonelada de cevas fixas são retiradas do rio Cuiabá

Cevas fixas são armadilhas para atrair peixes e utilizadas na prática predatória.

Da redação

Com assessoria

Sema-MT

operaçao sema.jpg

 

Mais de meia tonelada de cevas fixas utilizadas para a prática de pesca predatória no rio Cuiabá foram retiradas na última semana durante uma operação da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) com apoio da Polícia Militar. As armadilhas foram retiradas entre os dias 15 e 18 abril, na região das cidades de Santo Antônio de Leverger e Barão de Melgaço.

 

A Coordenadoria de Fiscalização de Fauna da Sema-MT realiza operações para coibir a prática e retirar além de cevas, outras armadilhas proibidas. Alguns exemplares de pescado foram encontrados nas armadilhas e soltos no rio.

 

As cevas fixas são galões fixados no rio por pesos e neles são amarrados sacos contendo milho e soja para atrair os peixes. A lei proíbe a ceva fixa. Os galões também prejudicam a navegação e podem causar acidentes com embarcações, além da poluição visual e poluição propriamente dita  quando se desprendem e são levados pela água.

 

Denúncias

 

Ao se deparar com crimes ambientais, o cidadão pode fazer denúncias pelo 0800 65 3838 ou via aplicativo MT Cidadão (disponível para IOS e Android).

 

Os pescadores profissionais e amadores devem seguir as regras determinadas pela Lei Estadual nº 9.096/2009, que estabelece a proibição para uso de apetrechos de pesca como tarrafa, rede, espinhel, cercado, covo, pari, fisga, gancho, garateia pelo processo de lambada, substâncias explosivas ou tóxicas, equipamento sonoro, elétrico ou luminoso.

 

As medidas mínimas dos peixes constam na carteira de pesca do Estado e algumas delas são: piraputanga (30 cm), curimbatá e piavuçu (38 cm), pacu (45 cm), barbado (60 cm), cachara (80 cm), pintado (85 cm) e jaú (95 cm).

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS




Informe Publicitário






NEWSLETTER

Cadastre-se e fique por dentro dos últimos acontecimentos e relatos do pnbonline.