icon clock h

Sexta-Feira, 05 de Março de 2021, 09h:05 | - A | + A

TIRO NA CABEÇA

Mulher é presa por matar e enterrar corpo do marido no quintal

Suspeita confessou o crime na delegacia e disse que o homicídio foi motivado após sofrer agressões.

Da redação

Com assessoria

PJC

policia civil.jpg

 

Uma mulher de 36 anos foi presa por homicídio e ocultação de cadáver nesta quinta-feira (04.03), em União do Sul (620 km de Cuiabá). A suspeita compareceu à delegacia da cidade e confessou a morte de seu marido e como enterrou o corpo no quintal de casa. Outras duas pessoas também serão indiciadas por ajudarem a suspeita na ocultação do cadáver.

 

De acordo com as informações da Polícia Civil, o homicídio de Francisco da Silva, de 48 anos, ocorreu no dia 21 de fevereiro e, segundo a suspeita, o crime foi motivado após sucessivos episódios de violência doméstica sofridos por ela.

 

Segundo a mulher, depois de uma discussão motivada por ciúmes, ela foi agredida e obrigada a manter relação sexual não consentida com o marido, que depois a trancou para fora da casa. Após passar a noite na área da casa, a suspeita informou que foi até uma vizinha e contou sobre as agressões, quando então teria acionado a Polícia Militar. 

 

A suspeita disse que no domingo, dia 21 de fevereiro, Francisco a ameaçou com uma faca dizendo que iria matá-la por tê-lo denunciado à polícia. Depois disso, a suspeita disse que conseguiu escapar, pegou uma espingarda que havia na residência e disparou contra o marido.

 

Após matá-lo, ela relatou que o enterrou em um buraco nos fundos da residência, aberto para criação de peixes, que é uma chácara em um assentamento no município de União do Sul. No dia seguinte, depois de enterrar o corpo do marido, ela contou que ateou fogo na cama do casal, pois ainda estava com cheiro de sangue.

 

Esclarecimento do crime

 

Com base nas informações relatadas pela suspeita, a Polícia Civil acionou a Perícia Técnica Oficial e realizou diligências até o local indicado, onde foi constatado o corpo enterrado em um buraco, a aproximadamente dois metros de profundidade.

 

A equipe policial apurou que uma adolescente de 17 anos teria auxiliado, a pedido, a suspeita a esconder o corpo, como também ela confidenciou à garota que matou o marido enquanto ele dormia.

 

Para ocultar o cadáver, a mulher contou também com a ajuda de um morador da vizinhança. Em buscas, os policiais civis localizaram na casa do rapaz de 20 anos a arma utilizada no crime, que a suspeita deu a ele como pagamento pelo auxílio na empreitada criminosa, além do celular da vítima, que ele vendeu.

 

A mulher acabou confirmando que, de fato, havia matado o marido enquanto ele estava dormindo e que forjou as marcas de agressão em seu pescoço, que ela mesmo cometeu, para reforçar a tese de que teria sido agredida por Francisco.

 

A suspeita em flagrante por ocultação de cadáver e corrupção de menores, além do homicídio qualificado. Ela foi presa preventivamente e foi encaminhada a uma penitenciária.

 

O rapaz de 20 anos responderá por ocultação de cadáver, posse irregular de arma de fogo e corrupção de menores. Já uma adolescente de 17 anos deve responder por ato infracional análogo ao crime de ocultação de cadáver.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS




Informe Publicitário






NEWSLETTER

Cadastre-se e fique por dentro dos últimos acontecimentos e relatos do pnbonline.