Polícia Segunda-Feira, 29 de Junho de 2020, 09h:47 | - A | + A

ROSÁRIO OESTE

Policiais penais encontram colchão com drogas e presos realizam motim

Cerca de 40 detentos tentaram ir para cima dos policiais penais da Cadeia de Rosário Oeste. Ação ocorreu após os agentes encontrarem um colchão cheio de drogas.

Da redação

Com assessoria

PMMT

cadeia rosario oeste.jpg

 

Detentos da Cadeia Pública de Rosário Oeste (128 km de Cuiabá) tentaram realizar um motim na tarde deste domingo (28). O movimento se iniciou durante o banho de sol quando cerca de 40 reeducandos tentaram partir para cima dos policiais penais e depredaram a estrutura do local. A ação ocorreu após a apreensão de um colchão cheio de drogas que foi localizado na unidade horas antes.

 

O motim iniciou por volta das 14h. Os presos começaram a arrebentar as grades do espaço destinado ao banho de sol e se preparavam para iniciar o movimento chamado cavalo doido, que é partir para cima da equipe de contenção e tentar a fuga.

 

Os policiais penais fizeram disparos de munição menos que letal (antimotim) para conter os envolvidos. Dois recuperandos tiveram ferimentos leves, um na perna e um no braço, e foram encaminhados a uma unidade de saúde. 

 

Com o início do motim, reeducandos que estavam nas celas também começaram a depredar a unidade, com exceção dos que fazem trabalho extramuros e estavam em local separado. Os homens que participaram da ação quebraram portões, banheiros, danificaram colchões, entre outros estragos que estão sendo analisados pelas equipes da unidade

 

Sesp-MT

cadeia rosario oeste 2.jpeg

 

A ação pode ser uma retaliação à atuação dos policiais penais da unidade que, neste domingo, por volta das 10h, encontraram um colchão cheio de drogas. O material foi levado por familiares para ser entregue a um reeducando, procedimento que foi adotado em substituição às visitas presenciais, por conta das medidas de prevenção ao coronavírus.

 

A situação foi controlada com apoio do Serviço de Operações Especiais (SOE) do Sistema Penitenciário, da Polícia Militar (PM-MT) e Polícia Judiciária Civil (PJC-MT). Os danos à estrutura física estão sendo analisados, com o objetivo de já iniciar os reparos que podem ser feitos imediatamente.

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet