icon clock h

Quinta-Feira, 15 de Abril de 2021, 09h:09 | - A | + A

ESTAVA DESAPARECIDO

Suspeito de tentativas de homicídio em MT é morto pela polícia do RS

Homem teria tentado matar um motorista, a ex-namorada e o atual companheiro dela antes de fugir para o Sul do país. Ele foi morto após confronto com a PM.

Da redação

Com assessoria

Reprodução

Jhonatan de Souza.jpg

 

Morador de Rondonópolis (218 km de Cuiabá), Jhonatan de Souza, que faria 21 anos nesta terça-feira (13.04), foi morto após confronto com policiais militares do Rio Grande do Sul nesta semana. O jovem, que estava desaparecido, fugiu para o Sul do país após assaltar e atirar contra um motorista de aplicativo e tentar matar a ex-namorada, também a tiros, na cidade mato-grossense.

 

De acordo com as informações da Polícia Civil, na sexta-feira (09) a mãe do rapaz procurou a Polícia Civil e registrou desaparecimento dele, informando que o filho trabalhava como entregador, teria saído de casa em uma motocicleta desde a meia-noite daquele dia e não deu mais notícias.

 

A mãe de Jhonatan disse aos policiais que na manhã foi informada pelo ex-sogro do filho que o rapaz tinha ido até a casa da ex-namorada e feito disparos de arma de fogo contra a moça e o atual namorado dela.

 

As informações repassadas pela mãe do rapaz foram confirmadas posteriormente conforme ocorrência atendida pela Polícia Militar, por volta das 06h45 daquela sexta-feira, no bairro Vila Olinda.

 

Durante a apuração, os policiais tomaram conhecimento de que uma pessoa foi vítima de disparos de arma de fogo no bairro Parque Universitário, na madrugada de quinta-feira para sexta-feira, antes da ocorrência registrada na casa da ex-namorada do rapaz. Análise de câmeras de segurança da região levaram os policiais à identificação de que um veículo esteve no local onde foram encontradas marcas de sangue e o coldre de uma arma.

 

As imagens mostraram que o passageiro que estava no banco de trás do motorista desembarcou, retirou o motorista do veículo e o jogou no chão da calçada, onde os policiais encontraram diversas marcas de sangue e o coldre da arma. Essa vítima, identificada posteriormente como motorista de um carro por aplicativo, foi encontrada vagando por uma rua do bairro Tancredo Neves, quando então foi socorrida e encaminhada em estado grave ao Hospital Regional de Rondonópolis.

 

As diligências seguintes levaram os investigadores ao endereço da ex-namorada de Jhonatan, onde as informações apuradas com moradores do local apontaram que ele chegou ao local munido de um revólver calibre 38, cromado. Ele então teria realizado vários disparos e somente não consumou, pois a arma teria falhado. Porém, no local, os policiais não localizaram nenhum projétil de arma de fogo.

 

Com as informações coletadas, os policiais entrevistaram a mãe de Jhonathan e a orientaram a fazer contato com o rapaz para que pudessem buscar sua localização. Durante a apuração para localizar Jhonatan, os policiais receberam a informação pela mãe do rapaz de que uma pessoa relatou ter comprado a motocicleta dele e efetuou o pagamento em dinheiro, pouco antes de ocorrer o primeiro fato, com o motorista do aplicativo.

 

Ainda durante as diligências que se estenderam pelo final de semana, os policiais civis apuraram que Jhonatan possivelmente estaria se deslocando para o Sul do país, sempre realizando postagens vagas. Com os dados da placa, a DHPP buscou a PRF para localizar o veículo.

 

PJC

jhonatan carro.jpg

 

Sul do País

 

Em trabalho integrado com as unidades policiais do Paraná e Rio Grande do Sul, os investigadores apuraram que o veículo conduzido por Jhonatan teria se envolvido em um acidente no km 5 da BR 386, no município de Iraí (RS) e que o condutor teria perdido sozinho o controle do veículo e capotado.

 

Segundo relatos de transeuntes da rodovia, o condutor teria recusado ajuda, alegando que o veículo pertenceria a um irmão e entrou em uma mata nas proximidades e não mais foi visto. 

 

Mais tarde, em diligências na tentativa de encontrá-lo, com base nas informações repassadas pela Polícia Civil de Rondonópolis, uma equipe da Brigada Militar da cidade gaúcha de Frederico Westphalen-RS, localizou Jhonatan vagando pelas margens da rodovia. Ao tentar abordá-lo, ele disparou contra a equipe, que revidou.

 

Ele foi socorrido para atendimento em uma unidade de saúde, mas morreu. Com ele foram encontrados, além de um aparelho celular, o documento de identificação e um revólver calibre 38, compatível com o descrito nos incidentes registrados na manhã de 9 de abril, em Rondonópolis. 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS




Informe Publicitário






NEWSLETTER

Cadastre-se e fique por dentro dos últimos acontecimentos e relatos do pnbonline.