Política Quinta-Feira, 11 de Abril de 2019, 11h:18 | - A | + A

FICHA SUJA?

A "MORO DE SAIA" A UM PASSO DE SE TRANSFORMAR EM FICHA SUJA

A história foi implacável com a juiza Selma, que foi cassada pelo TRE

Da redação

A história foi implacável com  a juiza Selma. Ela construiu sua carreira na magistratura, combatendo o crime organizado e mandando para a cadeia notórios bandidos no Estado de Mato Grosso. Navegando em cima dessa biografia a juiza resolveu entrar para a política e aproveitando-se do sentimento da nação que clama por mudanças e moralidade conseguiu se eleger senadora, pelo partido de Bolsonaro, com mais de 600 mil votos obtidos nas urnas. Sua mensagem na campanha eleitoral era simples: " eu mandei para a cadeia os principais bandidos da política de Mato Grosso", ou " eu sou a senadora do Bolsonaro". Como a população apoiava maciçamente Bolsonaro em Mato Grosso e queria dar instrumentos para ele governar com tranquilidade, a eleição de Selma se transformou em realidade.

Reprodução

Jair Bolsonaro e Selma Arruda

 Aproveitando o sentimento de mudança, ela se elegeu no partido do presidnte Jair Bolsonaro, 

 

O que a população não sabia, nem imaginava é que os acordos feitos nos bastidores da campanha eleitoral foram desonrados pela senadora, o que fez tornar públicos os crimes cometidos desde a pré campanha eleitoral pela juiza Selma. Uma desavença financeira com seu primeiro marqueteiro, o empresário Junior Brasa, fez com que este tivesse que recorrer ao poder judiciário, para tentar receber o que Selma pactou ilegalmente com ele desde a pré campanha. Com a ação de cobrança protocolada foram expostos os documentos dos gastos ilegais da juiza Selma, antes do período permitido pela justiça eleitoral.

 

O Ministério Público protocolou a ação demonstrando os crimes de caixa dois e abuso de poder econômico, o que também foi feito pelo candidato da Rede, advogado Sebastião Carlos. Ontem, o Tribunal Regional julgou e condenou a ex- juiza, pelos crimes de caixa dois e abuso de poder econômico, por unanimidade, 7 a 0, determinando a perda do mandato eletivo e estabelecendo a inelegibilidade por oito anos. Vale acrescentar que a contagem da inelegibilidade começa após o término do atual mandato da senadora, o que possibilita antever que ela ficará 16 anos sem poder se candidatar.

 

Do julgamento do TRE cabem recursos, que tem efeito suspensivo e, portanto, ela ainda continua no cargo de senadora até que ops recursos sejam julgados. Especialistas em direito eleitoral acreditam que os recursos serão julgados este ano e que se o TSE confirmar a cassação, a juiza Selma entrará para o rol dos ficha sujas da política brasileira.

Definitivamente, a juiza Selma entrou pela porta dos fundos na política.

 

 

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet