Política Quarta-Feira, 13 de Março de 2019, 16h:29 | - A | + A

SANTA CASA PARALISADA

“Não tem como um hospital ter R$ 80 milhões em dívidas; é preciso investigar”

Xuxu Dal Molin diz que pode ter ocorrido má gestão na Santa Casa de Cuiabá

DOUGLAS TRIELLI

DA REDAÇÃO

Fablicio Rodrigues/ALMT

Xuxu Dal Molin

O deputado estadual Xuxu Dal Molin

O deputado estadual Xuxu Dal Molin (PSC) pediu que haja uma investigação sobre uma suposta dívida de R$ 80 milhões da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá. Segundo ele, é preciso saber se o valor é real e punir os responsáveis pela conta.

 

Na segunda-feira (11), os serviços foram paralisados por conta de não repasse de R$ 3,6 milhões por parte da Prefeitura de Cuiabá. O Executivo, entretanto, citou ter repassado R$ 24,8 milhões, mas que os serviços hospitalares que deveriam ser oferecidos aos cidadãos não foram executados.

 

Na manhã desta terça-feira (12), após muito bate boca, os vereadores da Capital aprovaram uma indicação de intervenção da Prefeitura na Santa Casa. O prefeito já disse, internamente, não concordar com a intervenção.

 

“Temos que ver quanto é essa dívida da Santa Casa. Ainda estamos buscando informações. E depois ver o melhor caminho: Se é a intervenção pela Prefeitura, que faça e vamos ver quem vai poder ajudar a pagar a conta. Primeiro, é preciso saber qual o tamanho da conta? Quem gerou a conta? Essa conta é real? Por que aconteceu? E punir os responsáveis”, disse Xuxu.

 

“Porque não tem como um hospital ter R$ 80 milhões em dívidas. Tem muita coisa aí para aparecer ainda. Temos que descobrir o que aconteceu, punir os culpados e achar a solução dos problemas para manter as portas abertas”, afirmou.

 

O deputado disse acreditar em uma má gestão dos recursos públicos na unidade filantrópica. Ele deve se reunir com o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS) e cobrar R$ 169 milhões em emendas parlamentares da bancada de Mato Grosso. Os valores ajudariam a Santa Casa.

 

“O que percebo lá é que já temos um problema sério de Gestão. Temos que mudar essa gestão, trazer a credibilidade de volta e colocarmos mais dinheiro, fazendo uma atualização da tabela SUS, que há 15 anos o Brasil não faz. Então, fica a conta todo mês. Temos emendas de bancada que não foram pagas. Então, tem todo o imbróglio”, afirmou.

 

“Temos que ter humildade e todo mundo fazer sua parte. Percebo que há muito discurso, cada um está jogando para um lado. Temos que nos desarmar. Já me coloquei à disposição dos vereadores, do pessoal da Santa Casa, porque quero fazer minha parte. O caminho que for necessário a ser tomado, temos que apoiar. E, aí, não tem Governo, não tem prefeito, não tem vereador. Tem que haver união, porque a Santa Casa faz um papel importante na alta complexidade e não podemos perder esse serviço”, completou.

 

Leia também:

Mendes cita problemas de MT e diz que Santa Casa é responsabilidade da Prefeitura

Vereadores dizem que Emanuel mente sobre investigação da Santa Casa

Vereadores aprovam intervenção da Prefeitura na Santa Casa

Santa Casa pode estar sendo usada para possível lavagem de dinheiro

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

rmac - 13/03/2019

De tudo que se falou, o deputado fez a anlise mais pertinente.Independente dos rumos de administrao que seguir a Santa Casa necessita de uma auditoria profunda.Se deve 80 e a prefeitura tem em haver 24, so mais de 100 milhes.No pode isto Arnaldo...

1 comentários

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet