Política Quinta-Feira, 26 de Março de 2020, 15h:40 | - A | + A

CUIABÁ

Após decreto do Governo, prefeito reforça necessidade de isolamento social

Em nota, Emanuel Pinheiro afirma que medidas tomadas pela Prefeitura vigoram pelo menos até 5 de abril, conforme já havia anunciado.

Safira Campos

Da Redação

Prefeitura de Cuiabá

EMANUEL PINHEIRO.jpg

 

Algumas horas após a publicação nesta quinta-feira (26) do decreto do Governo Estadual que libera o funcionamento de parte dos estabelecimentos comerciais e indústrias do estado, a Prefeitura de Cuiabá emitiu uma nota reforçando a necessidade do isolamento social para o combate ao coronavírus (Covid-19). 

 

Na nota, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) afirma que respeita a decisão do governador Mauro Mendes (DEM), mas que respaldando-se em recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), defende que o isolamento neste momento é a principal estratégia de combate à disseminação do vírus. 

 

“As ações já implementadas na capital, por mais drásticas que possam parecer inicialmente, respaldam-se em protocolo da Organização Mundial da Saúde e diretrizes técnicas de especialistas, inclusive do Ministério da Saúde. (...) Todas as decisões já efetivadas, objetivam o cuidado e a proteção da saúde e da vida das pessoas, especialmente com aqueles mais carentes e os que estão inseridos no grupo de risco”, afirma Pinheiro em nota. 

 

O novo decreto assinado por Mendes autorizada a abertura de shoppings, supermercados, agências bancárias, casas lotéricas, farmácias, petshops, postos de combustível, oficinas mecânicas, call centers, mercados de capitais e seguros, lojas de departamento, galerias e indústrias. Além disso, permite para retirada de produtos no local ou na modalidade delivery, a abertura de padarias, restaurantes, cafés, lojas de conveniência, bares e distribuidoras de bebidas. 

 

A Prefeitura anunciou que as decisões da prefeitura vigoram até 5 de abril, podendo o prazo ser prorrogado, conforme já havia sido estabelecido. “Somente após essa data e avaliado seus resultados iniciais é que serão estabelecidas novas medidas pela Prefeitura Municipal, principalmente em virtude  da espiral de crescimento da infecção que deverá ocorrer no mês de abril, conforme projeções do Ministério da Saúde”, afirma o Executivo municipal. 

 

Em tom de crítica às decisões do governo estadual, Pinheiro encerra a nota afirmando que não é o momento de priorizar a economia. “Lidamos com uma questão global e os modelos de gestão, obrigatoriamente, devem ser reavaliados. Não podemos ter como prioridade a economia. A prioridade é a vida. Sigo consciente de que meu embate é contra o novo coronavírus e continuarei nesse enfrentamento em defesa de cada cidadão cuiabano”, concluiu.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet